Clique e assine a partir de 9,90/mês

Imprensa uruguaia detona o Peñarol: ‘Barbárie. Uma vergonha’

Briga aconteceu após derrota para o Palmeiras na Copa Libertadores da América

Por Da redação - Atualizado em 27 abr 2017, 17h51 - Publicado em 27 abr 2017, 16h38

A grande confusão em campo e nas arquibancadas no jogo entre Peñarol e Palmeiras, na noite da última quarta-feira, em Montevidéu, pela Copa Libertadores, foi censurada pela imprensa local. Sem poupar críticas ao clube da casa, a mídia uruguaia reprovou firmemente a atitude dos jogadores do Penãrol, causadores da briga e que partiram para agressões físicas. O clube pode receber severa punição pelo episódio.

“Os jogadores aurinegros não puderam aceitar a derrota e deram golpes nos rivais. Foram eles que começaram os incidentes contra Felipe Melo, por mais que o brasileiro tenha provocado. Seguramente, o que se passou nesta noite vai custar caro ao clube. O Peñarol construiu um estádio maravilhoso, o único padrão Fifa do Uruguai, porém há possibilidades que ele seja sancionado. Assim como alguns jogadores”, publicou o jornal Ovación.

O jornal ainda diz que, diante das cenas de barbárie vistas no gramado, o acontecimento coloca uma mancha sobre a imagem do clube, um dos mais tradicionais e respeitados da América do Sul. “E que não se fale que o ocorrido foi algo de uma partida típica de Libertadores. Não, de maneira alguma. Foi lamentável. Uma vergonha para o Peñarol como instituição.”

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade