Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Idioma, Wi-Fi e refeições: como Guardiola construiu City campeão

Clube de Manchester conquistou a Premier League com quatro rodadas de antecedência, sob comando rígido e metódico do treinador catalão

O Manchester City garantiu o título do Campeonato Inglês com quatro rodadas de antecedência, depois de vencer o Tottenham por 3 a 1 em Wembley no sábado e ver o rival Manchester United tropeçar no domingo. A campanha avassaladora do City foi arquitetada minuciosamente pelo técnico Pep Guardiola desde a pré-temporada, com incentivo a mudança comportamental, interação entre os jogadores e dietas rígidas.

Segundo informações do diário britânico Daily Mail, Guardiola monitora cada detalhe dos vários departamentos do clube, desde a altura do gramado até como os jogadores se alimentam. O treinador exige que a grama fique com altura de 19 milímetros no estádio Etihad e nos campos do centro de treinamento, além de punir os jogadores que se apresentem acima do peso após as férias, deixando-os treinando sozinhos até recuperarem a forma física ideal.

A interação entre os jogadores também é algo muito incentivado pelo técnico catalão. Antes do início da temporada, Guardiola pediu para que o vestiário fosse reformado num formato circular e inclusivo, para que os jogadores fiquem mais próximos. Além disso, o treinador mandou cortar o Wi-Fi de várias partes dos prédios do Centro de Treinamento e obrigou todos os estrangeiros a aprender inglês, visando uma interação maior entre todos.

Mas nem tudo era tão rígido: Guardiola, que costuma andar descalço pelo CT, tenta construir um bom ambiente e prefere que os jogadores passem as noites antes dos jogos com suas famílias em casa, ao invés de confinados na concentração. Quando o City sofreu derrotas duras, como na eliminação na Copa da Inglaterra para o Wigan, o técnico levou os integrantes do time para brincar de paintball e, em outras ocasiões, para o cinema. Em campo, porém, o treinador foi diversas vezes flagrado fazendo duras cobranças aos atletas, mesmo após vitórias.

Pep Guardiola

Pep Guardiola, técnico do Manchester City (Andrew Yates/Reuters)