Clique e assine com até 92% de desconto

Griezmann recua e evita comparações com Messi e Cristiano: ‘São lendas’

Atacante do Atlético de Madri sonha com Bola de Ouro de 2018, mas diz que não há como igualar a carreira dos craques de Argentina e Portugal

Por EFE 9 out 2018, 10h24

Há algumas semanas, o atacante francês Antoine Griezmann, do Atlético de Madrid, disse que “já se senta na mesma mesa” de Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, vencedores das últimas cinco Bolas de Ouro, declaração que causou controvérsia e foi criticada até por colegas de profissão, como Sergio Ramos. Nesta terça-feira, Griezmann deu um passo atrás, explicando que se referia apenas a esta temporada e não ao conjunto da obra.

“Este ano ganhei a Supercopa da Europa, a Liga Europa e a Copa do Mundo. Por isso usei a analogia da mesa com Messi e Ronaldo. Em toda uma carreira é difícil se aproximar deles, mas em um ano, acho que é possível”, disse Griezmann, em entrevista publicada pela revista France Football, um dia após a revista publicar a lista de 30 candidatos ao prêmio Bola de Ouro.

  • “Em uma carreira não me comparo. Esses caras são autênticas lendas. Estão aí todos os anos, não se cansam nunca. Marcam 50 gols, ganham troféus, Bolas de Ouro e estão sempre voltando”, completou Griezmann, um dos fortes candidatos ao prêmio em 2018.

    Um dos destaques da Copa da Mundo da Rússia, Griezmann considerou que este ano o prêmio deve ser entregue para um francês, pois “na melhor equipe do mundo, tem que estar o melhor jogador do mundo”. “Para mim, seria um sonho ganhar a Bola de Ouro. Só há ‘craques’, jogadores exemplares entre os vencedores. Seria um sonho ser um exemplo para os demais”, disse.

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade