Goleiro do São Caetano chora após falha: ‘Por que comigo?’

Paes errou no primeiro gol do São Paulo e disse se sentir culpado pela eliminação nas quartas de final do Campeonato Paulista, no Morumbi

Por Gazeta Press - Atualizado em 21 mar 2018, 09h48 - Publicado em 21 mar 2018, 09h44

O goleiro Paes, do São Caetano, deixou o Morumbi bastante abalado depois da derrota por 2 a 0 para o São Paulo, que eliminou a equipe do ABC paulista nas quartas de final do Campeonato Estadual, na noite desta terça-feira. No início do segundo tempo, ele errou em uma reposição de bola e foi desarmado por Trellez, que marcou o primeiro gol do time anfitrião. Depois, Diego Souza fez o gol que classificou o São Paulo. Após o jogo, Paes não conteve as lágrimas.

“Não foi distração. Dominei a bola e olhei para baixo e para a frente para tocar. Quando vi, o jogador do São Paulo já estava em cima. Ainda chutei. Infelizmente, bateu nele. Aí, só perguntei a Deus: por que comigo?” O goleiro foi consolado por seus companheiros de São Caetano no gramado e no vestiário. Também recebeu uma mensagem de incentivo da esposa.

“Eles me apoiaram porque trabalho muito. Sou o primeiro a chegar e o último a sair dos treinos. Não tenho tempo ruim para trabalho. Só que é um momento muito difícil. A gente sonhava com a classificação. Agora, tenho que ir para perto da família. Neste momento, os amigos são poucos. É mais gente criticando. O mais difícil vai ser olhar para a minha esposa, que é quem mais me apoiou, e dizer para meus filhos que o São Caetano foi eliminado por culpa do pai deles.”

Reserva nos início da temporada 2018 e na anterior, Paes tem 35 anos e contrato com o São Caetano válido até 31 de maio. O goleiro já teme pelo seu futuro. “Um erro sempre prejudica. Queira ou não, existe uma fama de eu sempre esperar outro jogar para ter uma oportunidade. Não sei o que vai acontecer, o que o São Caetano tem para mim. Sei das minhas qualidades, mas o momento é difícil. A cabeça está muito complicada ainda.”

Publicidade