Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Goiás e Vila Nova se unem em campanha pela paz no futebol

Para incentivar a participação dos torcedores, foram gravados teasers com jogadores da base esmeraldina (Carlos Eduardo) e colorada (Dudu) e com crianças torcedoras das duas equipes

Dois dos mais tradicionais e vencedores clubes do Centro-Oeste brasileiro, Goiás e Vila Nova carregam uma rivalidade histórica que, fora de campo, tem se transformado em brigas, confusões e, em casos mais extremos, até morte.

Na mesma proporção que cresce a violência, diminui o número de torcedores nos estádios. Nesta temporada, como medida preventiva, os dois clássicos entre as equipes, pela fase classificatória do Campeonato Goiano, tiveram torcida única. Já pelas semifinais do estadual, a torcida foi mista. Desde fevereiro de 2014, há mais de dois anos, esmeraldinos e vilanovenses não tinham a oportunidade de acompanhar, juntos, o maior clássico do Centro-Oeste.

Afim de promover um espetáculo pacífico, os dois clubes resolveram se unir, mostrando que, acima de qualquer rivalidade, está o sonho de devolver a alegria ao futebol. Juntos, Goiás e Vila Nova lançaram a campanha Paz no Futebol – #JogueJunto.

Durante todo o período, Goiás e Vila Nova trabalharam de forma conjunta. A ação foi encabeçada por um vídeo gravado por crianças genuinamente esmeraldinas e coloradas, a maioria das escolinhas dos próprios clubes. Pela primeira vez na história do futebol goiano, as agremiações reuniram seus presidentes, Sergio Rassi (Goiás) e Guto Veronez (Vila Nova), e os departamentos de comunicação e marketing para criar uma série de ações a favor da paz. 

Às vésperas do primeiro jogo, foi lançada simultaneamente nas redes sociais dos dois clubes a campanha Amigos da Paz, que sugeriu aos seguidores do Goiás enviar uma foto com o amigo colorado; e aos seguidores do Vila Nova, uma foto com o amigo esmeraldino. As mais criativas, postadas com a hashtag #AmigosDaPaz, foram veiculadas no telão do Serra Dourada, durante o clássico.

Ao todo, Goiás e Vila Nova jogarão seis vezes em 2016. E, para promover a paz e união entre as torcidas, os clubes pretendem realizar, ao longo do ano, diversas ações em conjunto.

Carlos Eduardo e Dudu participaram da campanha – ROSIRON RODRIGUES