Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Gargalhadas após derrotas aumentam pressão sobre Hazard no Real Madrid

Brincadeira com ex-colegas de Chelsea foi considerada inaceitável na Espanha. Nesta quinta, belga, que custou 100 milhões de euros, pediu desculpas

Por Da Redação Atualizado em 6 Maio 2021, 16h14 - Publicado em 6 Maio 2021, 10h21

Causou enorme controvérsia a imagem do meia-atacante belga Eden Hazard distribuindo abraços e sorrisos entre ex-companheiros do Chelsea, pelo qual atuou entre 2012 e 2019, minutos após a derrota que ocasionou a eliminação de sua atual equipe, o Real Madrid, na semifinal da Liga dos Campeões na última quarta-feira, 5. O registro foi feito pela transmissão oficial da partida e as imagens viralizaram nas redes sociais, acompanhadas por uma enxurrada de críticas. Nesta quinta, 7, ele pediu desculpas.

Clique aqui e assine PLACAR com preço especial, a partir de 8,90 reais por mês!

Hazard foi a surpresa do técnico Zinedine Zidane entre os titulares, mas teve atuação apenas discreta e irritou ainda mais os torcedores pela postura pós-jogo. A escalação do belga como titular também provocou críticas pelo deslocamento posicional de Vinícius Júnior, que atuou aberto pelo lado direito, ajudando mais a defesa do que o ataque, função que explicou logo após a partida só ter exercido uma única vez em toda a carreira, em partida contra o Getafe.

Os principais meios de comunicação da Espanha deram especial atenção às gargalhadas do jogador. “Hazard rindo após a eliminação do Real Madrid. Imagens que indignam o madridismo. Nos vemos a meia-noite”, cravou o jornalista Josep Pedrerol, apresentador do Chiringuito, um dos programas mais populares da Espanha. Durante o seu editorial, logo no início do programa, Pedrerol disparou: “Hazard não pode seguir nem um segundo mais no Real Madrid”.

Os diários Marca e As se valeram da mesma manchete para falar sobre o tema: “A imagem que indigna o madridismo”, contextualizando com toda a repercussão de torcedores em redes sociais. Outros fatores pesam para a cobrança: Hazard foi contratado por 100 milhões (440 milhões de reais à época), esteve boa parte do tempo acima do peso e pouco jogou.

  • O belga fez apenas a terceira partida como titular em 12 disputadas pelo Real na atual edição da Champions. Desde que chegou ao clube, em junho de 2019, sofreu dez lesões. Na última, causou espanto a declaração despreocupada do jogador, em entrevista à revista On The Front Foot. “Isso me ajuda e não é o fim do mundo, posso passar tempo com os meus filhos”, disse na ocasião.

    No início da tarde, ele se manifestou em um comunicado, publicado por meio de suas redes sociais. “Peço desculpas. Li muitas opiniões sobre mim hoje e não foi minha intenção ofender os torcedores do Real Madrid. Sempre sonhei em jogar neste clube e vim aqui para ganhar. A temporada ainda não acabou e juntos temos agora de lutar pela Liga. Hala Madrid!”, escreveu o belga.

    Na atual temporada, Hazard marcou apenas três gols em 18 partidas disputadas, além disso convive com insinuações de desinteresse e questionamentos sobre a sua atual condição física. A postura foi comparada à do galês Gareth Bale, negociado na última janela com o Tottenham, e alvo constante de reclamações por descomprometimento com o clube.

    Em fevereiro, o lateral esquerdo Filipe Luís afirmou ao Daily Mail que Hazard, apesar do grande potencial técnico demonstrado no Chelsea, treinava mal, esquecia até de amarrar as chuteiras e tinha o costume de jogar Mario Kart no vestiário. O futuro do jogador é bastante incerto, pois, apesar das críticas, tem contrato com o Real Madrid até 2024.

    Continua após a publicidade
    Publicidade