Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Gabriel Jesus não tem tantos gols, mas é muito maior que Vágner Love no Palmeiras

Média de gols de Love, em sua primeira passagem, é impressionante, mas conquistas de Jesus são maiores

As duas maiores revelações ofensivas do Palmeiras neste século são Vágner Love e Gabriel Jesus. Tanto um quanto o outro, tiveram importâncias e desempenhos diferentes jogando pelo Verdão, mas podem ser comparadas por suas histórias parecidas.

Vágner Love foi revelado pelo Palmeiras em 2002. Parte da base, jogou alguns jogos na campanha do rebaixamento do Brasileiro daquele ano, mas foi pouco usado. No fim de 2002, foi artilheiro (32 gols) e campeão paulista sub-20, mas quase deixou o Palmeiras por ter sido encontrado com uma mulher em seu quarto na concentração. Foi perdoado e ganhou da imprensa o apelido de Vágner Love.

Foi vice-campeão da Copa São Paulo em 2003. Começou a ser titular na eliminação para o Vitória na Copa do Brasil de 2003, marcando dois gols. Foi artilheiro da série B e do Paulista de 2004, mas conquistou apenas um Campeonato Brasileiro da série B, de 2003. Contudo, era uma máquina de fazer gols. Marcou 49 gols em 66 jogos pelo time, com média de 0,74 gol por jogo em sua primeira passagem, de 2002 a 2004. Na segunda, em 2009, fez apenas 12 jogos, com cinco gols. Deixou o Palmeiras no meio do Brasileiro de 2004 para jogar no CSKA, da Rússia.

Já Gabriel Jesus, teve sua formação muito mais trabalhada no Palmeiras. Assessorado bem desde a base, subiu para o time principal sem pressão, mas também como grande promessa, graças aos muitos gols que marcou na base, como Love. Na Copa São Paulo de 2015, ajudou o Palmeiras a chegar na semifinal do torneio. No time principal, venceu Copa do Brasil e Brasileiro, sendo um dos destaques da equipe nos dois.

Em 85 jogos pelo Verdão, marcou 28 gols, com média de 0,33 gol por jogo. Chegou à seleção mais rápido que Love, tornando-se titular e artilheiro do time, transformando-se no principal centroavante do time. Love sofreu com uma concorrência muito maior e nunca se firmou com a camisa amarela.

No Verdão, Gabriel Jesus não foi artilheiro, mas foi mais importante para a equipe. Além de ser artilheiro do time na Libertadores, na qual o clube caiu na primeira fase, o jogador foi o principal craque e artilheiro do Palmeiras no Campeonato Brasileiro. Deixa ou clube como campeão, diferentemente de Love, e vai para um centro mais importante do futebol, a Inglaterra, para jogar pelo Manchester City.