Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Futebol sem ditadura

Estádio do Sergipe muda de nome contra a dituadura

Desde o início deste ano, alguns prédios públicos do estado de Sergipe receberam novas denominações. A mudança atingiu o conhecido Estádio Estadual Presidente Emílio Garrastazu Médici, no município de Itabaiana, que passou a se chamar Etelvino Mendonça, ou ‘Mendonção’, Decreto nº 30.157/2016.

Segundo o governador Jackson Barreto a medida visa atender a orientação da Comissão Nacional da Verdade, que recomenda alterar os nomes das instituições públicas que homenageiam responsáveis por atos violentos durante o regime militar (1964 e 1985).

O Governo do Estado entendeu que Etelvino José de Mendonça, vereador e prefeito no município de Itabaiana merecia a reverência porque, quando ocupou a cadeira de chefe do Executivo Municipal, foi o responsável pela doação do terreno onde se ergueu o estádio. Mendonça já dá nome a uma praça de eventos, vizinha da Arena.

Para o radialista esportivo da FM Itabaiana, Genário Santos, a mudança foi bem aceita pela população, mas faltou uma consulta popular para a escolha do nome. “O desportista e ex-deputado federal José Queiroz da Costa (79 anos), que dirigiu o Itabaiana por várias décadas talvez tivesse mais adesão”, afirma. 

O estádio foi inaugurado em 7 de março de 1971 com uma partida entre Grêmio Foot-ball Porto Alegrense e Associação Olímpica Itabaiana, com empate sem gols. Naquele ano, o Grêmio contava com o atacante Alcindo e o lateral esquerdo Everaldo, que foi tricampeão mundial pela seleção brasileira em 1970.

Placa da inauguração do estádio no passado – Divulgação