Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
CLIQUE E RECEBA A REVISTA EM CASA A PARTIR DE R$14,90/MÊS Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90

Futebol e meio ambiente: Tottenham e Chelsea fazem ‘clássico sustentável’

Rivais prometeram neutralizar emissões de carbono no dérbi londrino do próximo domingo. No Brasil, Remo lançou campanha em defesa da Amazônia

Por Da Redação 17 set 2021, 13h18

Os rivais londrinos Tottenham e Chelsea se enfrentam pela 5ª rodada do Campeonato Inglês, no Tottenham Hotspur Stadium, no próximo domingo, 19. O clássico terá um atrativo a mais: a organização prometeu realizar uma partida sem prejuízos para o meio ambiente, neutralizando as emissões de carbono durante o evento, batizado de ‘GameZero’.

Os clubes prometem adotar hábitos sustentáveis, incluindo a chegada ao estádio com veículos elétricos e a utilização de garrafas recicláveis para a hidratação dos atletas. A partida será transmitida por Espn Brasil e Star +, a partir das 12h30 de Brasília.

Assine Star+ | Os melhores torneios do mundo ao vivo, séries originais e jogos exclusivos da ESPN!

Iniciativas ligadas à sustentabilidade estão cada vez mais em alta na modalidade. Também no Reino Unido, o Forest Green Rovers é conhecido como o clube mais ‘’verde’’ do mundo, de acordo com honraria concedida pela Fifa. As camisas da equipe são feitas de bambu, o gramado é 100% orgânico, e toda a energia das instalações do Forest Green é gerada por meio de fontes limpas, sendo parte captada pelas placas no próprio estádio. Os jogadores também fazem parte do processo, uma vez que a dieta dos atletas é feita à base de comida vegana.

No futebol brasileiro, o Remo também faz sua parte. Recentemente, o clube paraense divulgou que o uniforme principal da temporada de 2021 seria 100% constituído por garrafas pet retiradas de rios e oceanos. Em parceria com a Volt Sport, fornecedora de diversos clubes no país, o projeto foi elaborado para instigar a ajuda ao meio ambiente e as discussões sobre o tema.

“O Remo é um clube que está sendo envolvido com questões que envolvem a defesa da Amazônia. Em conjunto com a direção, desenvolvemos a nova camisa do clube sem agredir o meio ambiente. As peças não perdem em qualidade para os tecidos tradicionais, é uma camisa com diversos conceitos e ficará marcada na história da empresa”, conta Fernando Kleimmann, sócio-diretor da Volt Sport.

Ver essa foto no Instagram

 

Continua após a publicidade

Uma publicação compartilhada por Volt Sport ⚡ (@somosvolt)

Em Tóquio 2020, diversas entidades envolvidas se juntaram na corrente de solidariedade. A medalha dos atletas foi fabricada com metais de aparelhos eletrônicos, e a vestimenta da delegação dos Estados Unidos, Nigéria e Coréia do Sul foi feita com resíduos reaproveitados. De acordo com Renê Salviano, fundador da HeatMap, o esporte é uma das ferramentas com maior poder de mobilização social e avalia as ações como necessárias para espalhar mensagens ao grande público.

“Pela experiência que tenho no mercado, posso afirmar que estas ações agregam bastante para mobilizar parcelas da sociedade. Mas isso não pode ser uma ocasionalidade, clubes, patrocinadores e confederações devem trabalhar iniciativas constantes para consolidar a mensagem”, opina o especialista.

Mandante do dérbi londrino do próximo domingo, o Tottenham se manifestou nas redes sociais sobre o ‘GameZero’: “Antes do jogo zero carbono de domingo contra o Chelsea, dê uma olhada em algumas das deliciosas opções de alimentos à base de plantas oferecidas aos fãs ao redor do estádio.”. Além do clube, a Premier League também demonstrou apoio à causa: “O Tottenham sediará o primeiro jogo de futebol zero carbono do mundo em um nível de elite quando receber o Chelsea”.

Continua após a publicidade
Publicidade