Clique e assine a partir de 9,90/mês

Fluminense repudia gritos de ‘time de assassinos’ ao Flamengo

As ofensas aos rubro-negros no clássico da última quarta-feira fazem referência ao incêndio no Ninho do Urubu, que matou 10 adolescentes

Por Danilo Monteiro - 30 jan 2020, 17h25

O Fluminense repudiou nesta quinta-feira 30 a atitude de parte de sua própria torcida, que chamou o Flamengo, de “time de assassinos” no clássico da última quarta pelo Campeonato Carioca. Os cantos faziam referência ao incêndio no Ninho do Urubu, que matou 10 adolescentes das categorias de base da equipe rubro-negra, que ainda não conseguiu acordo na Justiça para indenizar as famílias dos garotos.

Tabela completa de jogos do Campeonato Carioca 2020

“O Fluminense não pode deixar de registrar a inadequação da manifestação de parte de sua torcida ontem, no Fla-Flu, pois soou excessiva ao chamar o Flamengo de time de assassinos. O fato do clube da Gávea ainda não ter resolvido a questão com todas as famílias, o que não deve ser avaliado por nós, mas sim pelos órgãos competentes, não nos dá o direito de manifestações ofensivas neste sentido, até mesmo porque temos a certeza de que independentemente da responsabilização da instituição na esfera legal, não houve qualquer conduta intencional no triste incidente ocorrido”, comunicou o clube, em nota.

A equipe tricolor se solidarizou às vítimas e ao próprio rival, ressaltando que a paixão pelo time não pode dar legitimidade a uma ofensa. “O clube manifestou desde o primeiro momento sua solidariedade com as vítimas da tragédia ocorrida no Ninho do Urubu. Temos a certeza de que não só as famílias sofrem com o que ocorreu. O clube sofre, os funcionários sofrem e os dirigentes também. Seremos sempre solidários. O fortalecimento do futebol brasileiro passa pelo entendimento de que a paixão verdadeira, embora inevitavelmente distanciada da estrita racionalidade, não pode naturalizar a ofensa como forma de manifestação”.

Depois da repercussão negativa das ofensas nas redes sociais, o Fluminense também defendeu seus torcedores no comunicado, citando exemplos de atitudes semelhantes das torcidas rivais. “Sem nos estendermos, devemos lembrar casos passados e atuais que não envolveram o clube. Em síntese, não aceitamos que o Fluminense seja mais uma vez rotulado num caso onde todas as torcidas, sem exceção, estão envolvidas”, finalizou.

Continua após a publicidade

Em campo, o Fluminense levou a melhor no clássico e venceu por 1 a 0, resultado que manteve os 100% de aproveitamento da equipe treinada por Odair Hellmann. O Flamengo, por sua vez, disputa o Campeonato Carioca um time de jogadores das categorias de base, pois seu elenco principal ainda está em pré-temporada e só deve estrear no segundo turno.

Publicidade