Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
CLIQUE E RECEBA A REVISTA EM CASA A PARTIR DE R$14,90/MÊS Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90

Final da Copa América: Retrospecto do Brasil é favorável sobre a Argentina

Seleção canarinho venceu 43 dos 107 jogos contra os hermanos e ganhou três das quatro finais disputadas entre eles

Por Alexandre Senechal Atualizado em 7 jul 2021, 13h54 - Publicado em 7 jul 2021, 11h49

Se depender da história, a seleção brasileira entra na final da Copa América 2021 contra a Argentina com vantagem para ficar com a taça. O retrospecto no clássico é favorável ao Brasil tanto em número de vitórias, quanto em finais vencidas sobre o rival. E ainda há um incômodo tabu para os hermanos nos confrontos recentes.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

Desde o primeiro clássico realizado em 20 de setembro de 1914, em Buenos Aires, – uma derrota por 3 a 0 no primeiro jogo oficial da seleção brasileira na história –, as duas seleções sul-americanas se enfrentaram 107 vezes. O Brasil leva a melhor com 43 vitórias, 25 empates e 39 derrotas.

A seleção canarinho sustenta uma longa invencibilidade em jogos por competições oficiais. Não perde para os argentinos há oito jogos. Os hermanos venceram pela última vez nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2006: 3 a 1 sobre o time de Carlos Alberto Parreira no Monumental de Núñez. E não vencem o Brasil na Copa América desde os 3 a 2 no quadrangular final em 1991, quando conquistaram o título.

.
Adriano comemora o quarto gol do Brasil na goleada por 4 a 1 sobre a Argentina na final da Copa das Confederações 2005 – 29/6/2005 – Ben Radford/Getty Images

Os rivais disputaram quatro finais na história, três delas na Copa América: A Argentina venceu a primeira delas, na competição continental de 1937, disputada em casa. Em 2004, nos pênaltis, e 2007, com vitória por 3 a 0, deu Brasil. A outra decisão aconteceu em 2005, na final da Copa das Confederações. Show de Ronaldinho Gaúcho, Adriano Imperador e companhia e goleada por 4 a 1 na Alemanha.

Em jogos por competições oficiais, Tite enfrentou a Argentina duas vezes. A seleção venceu por 3 a 0 nas Eliminatórias da Copa de 2016 e por 2 a 0 na última Copa América – os dois jogos aconteceram no Mineirão. O rival, porém, é responsável por duas das quatro derrotas do treinador com a seleção brasileira, ambas em amistosos.

  • Quem leva a melhor na final da Copa América 2021? Lionel Messi finalmente conseguirá tirar a Argentina da seca de títulos, que dura desde 1993, ou Neymar e a seleção brasileira irão confirmar o domínio continental com mais um título? A final da competição sul-americana acontece neste sábado, 10, às 21 horas (horário de Brasília).

    Continua após a publicidade
    Publicidade