Group 21 Copy 4 Created with Sketch.
Ao vivoAmarelas ao Vivo entrevista Alvaro Dias, do Podemos

Evento de VEJA já ouviu os presidenciáveis João Amoêdo (Novo) e Geraldo Alckmin (PSDB). Marina Silva (Rede) e Henrique Meirelles (MDB) também serão sabatinados

Fifa diz que empresas querem investir US$ 25 bi no Mundial de Clubes

Após reunião nesta semana, a Fifa anunciou o interesse de empresas dos EUA, China, Japão e Oriente Médio na competição

O presidente da FifaGianni Infantino, confirmou na última quinta-feira, durante conferência anual da Conmebol, na Argentina, que empresas dos Estados Unidos, China, Japão e Oriente Médio têm interesse em investir mais de 80 bilhões de reais (25 bilhões de dólares) no Mundial de Clubes.

A mudança no formato da competição fará com que o Mundial passe a ter a participação de 24 times de cinco continentes, disputado de quatro em quatro anos, substituindo a Copa das Confederações. Uma das ideias é acabar aliviar o calendário dos clubes.

“Há dois anos conversamos sobre esse projeto. Reunimos com o Conselho de Decisões da Fifa em Bogotá, há empresas interessadas, é um bom sinal, queremos fazer algo bom para todos”, declarou Infantino.