Clique e assine a partir de 9,90/mês

Fernandinho: ‘Quando a Copa começar, o povo brasileiro vai nos apoiar’

De volta ao time titular, volante do Manchester City disse que atletas conversam sobre crise no país e esperam dar alegria aos brasileiros

Por Luiz Felipe Castro - Atualizado em 31 Maio 2018, 15h12 - Publicado em 31 Maio 2018, 15h05

De volta ao time titular da seleção brasileira que enfrentará a Croácia no próximo domingo, às 11h (de Brasília), em Liverpool, o meio-campista Fernandinho concedeu entrevista nesta quinta-feira, em Londres, e se disse animado para mostrar a Tite que merece começar jogando na Copa do Mundo, daqui duas semanas.

O jogador do Manchester City também comentou sobre a crise de abastecimento no Brasil e contou que os atletas esperam dar alegrias ao povo brasileiro. “Nós brasileiros somos apaixonados por futebol e sabemos que muitas vezes o esporte preenche alguns vazios, as decepções do brasileiro. E a seleção brasileira mais ainda. Sabemos das dificuldades que o povo enfrenta e da nossa responsabilidade de dar alegria a ele”.

Fernandinho disse que contou recentemente à nutricionista do Manchester City que “o Brasil tem uma forma diferente de ver a Copa com relação ao resto do mundo. O comércio fecha, e todos acompanham os jogos.” E acredita que um eventual desânimo do torcedor neste momento deve passar quando o Mundial começar.

“Não acredito em apatia do torcedor. A paixão do brasileiro é tão grande que, quando chegar a hora da Copa, ele vai torcer com certeza. A medida que o Brasil for avançando, sei que todos vão apoiar.”

Disputa com Willian e Espanha favorita

Fernandinho começará jogando o amistoso contra a Croácia, no próximo domingo, mas sua presença na equipe titular da Copa não está garantida. O atacante Neymar, ainda se recuperando de lesão no pé, começará na reserva diante da Croácia. Quando o atacante retornar ao time, Fernandinho, Willian – e Renato Augusto, que sentiu dores no joelho e não treinou nesta quinta – devem brigar pela vaga restante no meio-campo.

Fernandinho defendeu sua “candidatura”, que deixaria a equipe um pouco mais defensiva. “Vou tentar convencer o Tite como sempre fiz, treinando forte. Temos características diferentes de jogar, ele é mais ofensivo do que eu. Minha função seria mais para dar o equilíbrio necessário para defender um contra-ataque, mais solidez. A decisão é do treinador e vamos respeitar.”

Questionado sobre o principal candidato ao título, Fernandinho nem esperou o fim da pergunta e cravou: “ESPANHA. Conversamos bastante sobre issso. Eu assisti ao jogo da Espanha contra a Alemanha e realmente me impressionou, a forma como eles jogam, os jogadores e conceito de jogo, que é bonito de assistir. E claro, Alemanha, França, Bélgica. Mas vejo a Espanha bem à frente destas outras seleções.”

 

Continua após a publicidade
Publicidade