Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
CLIQUE E RECEBA A REVISTA EM CASA A PARTIR DE R$14,90/MÊS Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90

Fagner: ‘Sou duro, não maldoso’

Lateral do Corinthians se defendeu das críticas sobre má fé em campo e disse que compensa baixa estatura com firmeza na marcação

Por Da redação 6 mar 2018, 10h24

O lateral Fagner, do Corinthians, se defendeu das críticas constantes que recebe por seu jogo brusco. Durante participação no programa Bem, Amigos!, do SporTV, o jogador constantemente convocado para a seleção brasileira negou ser maldoso com os adversários e disse ter ficado chateado por ter causado uma grave lesão em Ederson, do Flamengo, em 2016.

“Por ser um jogador de uma função de marcação, e de estatura mais baixa, se eu entrar mole na jogada, vou ser atropelado… Sou duro, maldoso não”, afirmou Fagner.

  • Sobre a entrada em Ederson, o jogador voltou a negar má fé. “A primeira coisa que pedimos dentro de campo é para que ninguém se machuque. Ficamos chateados com essas situações, mas poderia ser qualquer um.”

    Ele disse ter conversado com Ederson. “Conversei num jogo depois no Maracanã, pedi desculpas. Acho que não temos de ficar expondo isso, mas ele sabe que foi uma situação de jogo que eu jamais queria que tivesse acontecido.”

     Fagner jogo entre Corinthians e Palmeiras em Itaquera Heitor Feitosa/VEJA.com

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade