Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Carro de Reyes estava a mais de 220 km/h no momento de acidente fatal

Atacante com passagens por Arsenal, Real Madrid e seleção espanhola morreu aos 35 anos após bater seu Mercedes no último sábado

O diretor-geral de Tráfego da Espanha, Pere Navarro, confirmou nesta terça-feira, 4, que o acidente em que morreram o jogador de futebol José Antonio Reyes e um primo do atleta, no último sábado 1º, em uma rodovia da Andaluzia, foi provocado por excesso de velocidade.

“Por trás do que aconteceu está a velocidade, mas estão concluindo a investigação para ter todos os detalhes. A saída da pista, a volta e o incêndio são problemas causados pela velocidade”, explicou o responsável pelo órgão que atua em todo o país.

Mais tarde, Fontes da Guarda Civil de trânsito apontaram que não é possível, ao menos por enquanto, determinar a velocidade exata do veículo, apenas que era superior a 220 km/h em um trecho cuja velocidade máxima permitida é de 120 km/h.

José Antonio Reyes guiava o carro, um Mercedes S550 Brabus, na rodovia A-376, que liga as cidades de Sevilha e Utrera, ambas na Comunidade da Andaluzia. O veículo saiu da pista à direita, entrou no acostamento e se chocou com blocos que eram utilizados em uma obra, o que provocou tombamento e posterior incêndio.

Além do jogador, também morreu um primo dele, Jonathan Reyes, de 23 anos, e outro, Juan Manuel Calderón, foi internado em estado grave, com 60% do corpo queimado.

Pere Navarro afirmou que não se trata de uma investigação complicada, mas que é necessário averiguar todos os dados. Além disso, o diretor-geral de Tráfego garantiu ser preciso encerrar o inquérito rapidamente.

Reyes, de 35 anos, jogava pelo Extremadura desde janeiro, procedente do Xinjiang Tianshan Leopard, da China, e foi importante na luta do clube para permanecer na segunda divisão.

Ele foi o jogador mais jovem a atuar na primeira divisão pelo Sevilla, aos 16 anos, o que chamou a atenção do Arsenal, que o contratou em 2004. Ele foi o primeiro espanhol a conquistar um título da liga inglesa. Também passou pelo Real Madrid, onde foi campeão espanhol em 2007, Benfica e Atlético de Madrid, antes de retornar ao Sevilla em 2012.

Conquistou três Ligas Europa consecutivas (2014, 2015, 2016) pelo Sevilla, torneio que já havia vencido com o Atlético de Madrid duas vezes (2010, 2012). Reyes disputou 21 partidas pela seleção da Espanha, incluindo os da campanha na Copa do Mundo de 2006, na Alemanha, e fez quatro gols pela equipe.