Clique e assine com até 92% de desconto

Ex-zagueiro de Real e Chelsea é condenado por fraude fiscal

Ricardo Carvalho assumiu ter sonegado 546 mil euros enquanto defendia a equipe espanhola, entre 2011 e 2012

Por Da redação 6 out 2017, 16h16

Um tribunal de Madri, na Espanha, condenou nesta sexta-feira o zagueiro português Ricardo Carvalho, atualmente no Shanghai SIPG, da China, a sete anos de prisão, devido a dois crimes fiscais cometidos entre 2011 e 2012, após acordo entre a defesa do jogador e da Promotoria local.

O ex-Porto, Chelsea, Real Madrid, Monaco, entre outros, ainda foi multado em 142,8 mil euros (cerca de 524 mil reais), pouco menos da metade do que havia pedido a Advocacia do Estado, que também exigia detenção de um ano. Durante audiência no tribunal madrilenho, Ricardo Carvalho admitiu a acusação da Promotoria, de ter sonegado 546 mil euros (2 milhões de reais), referentes a pagamentos que recebeu a título de direitos de imagem.

  • Carvalho, que também defende a seleção portuguesa, teria repassado os valores a uma empresa, Alda Ventures, sediada nas Ilhas Virgens, que, por sua vez, os encaminhava para a irlandesa Multisports & Image Management. Os valores não foram declarados no período em que o português defendeu o Real Madrid, nos impostos de renda de 2011 e 2012.

    (Com EFE)

    Continua após a publicidade
    Publicidade