Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
CLIQUE E RECEBA A REVISTA EM CASA A PARTIR DE R$14,90/MÊS Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90

Festa em Wembley: Inglaterra vence Alemanha, quebra tabu e se classifica

Com apoio da torcida, seleção inglesa volta a vencer alemães em mata-mata após 55 anos e está nas quartas de final da Eurocopa

Por Da Redação Atualizado em 29 jun 2021, 15h04 - Publicado em 29 jun 2021, 14h53

A festa foi britânica no maior clássico das oitavas de final desta Eurocopa. No mítico estádio de Wembley, em Londres, a Inglaterra venceu a Alemanha por 2 a 0 nesta terça-feira, 29, com gols de Raheem Sterling e Harry Kane na segunda etapa. Com isso, o ‘English Team’ quebrou um tabu de mais de cinco décadas e garantiu vaga nas quartas de final do torneio.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

A partida começou antes mesmo do árbitro autorizar. Nas prévias, o assunto era os duelos históricos entre as equipes e a ampla vantagem da Alemanha em confrontos eliminatórios. A seleção inglesa, não batia a alemã em mata-matas desde 1966, quando venceu por 4 a 2 e ficou com título da Copa do Mundo, também em Wembley. Desde então, a Inglaterra acumulou eliminações traumáticas frente os rivais.

  • Na partida desta terça-feira, o estádio londrino pulsava e o clima era de apoio ao time dos ingleses. O primeiro tempo teve a cara de jogo decisivo: tenso e fechado, com apenas uma grande chance pra cada lado. Porém, para a segunda etapa, quando os treinadores Gareth Southgate e Joachim Löw passaram a mexer nas equipes, o duelo se abriu.

    Dessa maneira, com o cronômetro marcando 75 minutos jogados, Sterling abriu o placar com passe na medida de Luke Shaw, para a explosão de Wembley. Instantes depois, o alemão Thomas Muller recebeu de frente com o goleiro Jordan Pickford e bateu para fora. Como uma espécie de castigo para os alemães, o centroavante Kane recebeu de Jack Grealish e sacramentou a vitória, em seu primeiro gol nesta Euro.

    A luta pelo inédito título europeu continua e a Inglaterra agora espera Ucrânia ou Suécia para as quartas de final. O fato de a semifinal e a decisão estarem marcadas para Wembley animam ainda mais a torcida local.  Do lado alemão, chegou ao fim a história do treinador Löw à frente da seleção após 15 anos. Hansi Flick, que deixou o Bayern de Munique, assumirá o lugar do campeão mundial em 2014, visando o Mundial do Catar em 2022.

    Continua após a publicidade
    Publicidade