Clique e assine a partir de 8,90/mês

Estreia do árbitro de vídeo no Brasileirão é adiada

Clubes não concordaram com a utilização imediata da ferramenta

Por Da redação - Atualizado em 28 set 2017, 16h22 - Publicado em 20 set 2017, 23h18

A ideia da CBF em usar o VAR (sigla em inglês para árbitro de vídeo) em apenas duas partidas da 25ª rodada do Campeonato Brasileiro foi rejeitada pela maioria dos clubes que disputam a competição. Por isso, Marco Polo del Nero, presidente da entidade e que havia prometido implantar o sistema já no próximo fim de semana, teve que recuar.

O clássico entre São Paulo e Corinthians e o duelo entre Fluminense e Palmeiras haviam sido escolhidos em função do Morumbi e do Maracanã serem os estádios da rodada que dispunham da infraestrutura necessária. Apesar do regulamento geral de competições da entidade, em seu Artigo 77, permitir o uso da tecnologia sem a necessidade de abranger os dez jogos da rodada, a pressão foi grande e ficou decidido que árbitro de vídeo, no Campeonato Brasileiro, só estará disponível quando todos os jogos forem contemplados.

Outro ponto que contribuiu para a CBF rever sua posição é o fato da dona dos direitos de transmissão, a Rede Globo, que forneceria apoio ao sistema, não tem condições de se adequar ao protocolo da International Football Association Board (IFAB) em tão pouco tempo.

(Com Gazeta Press)

 

Continua após a publicidade
Publicidade