Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
CLIQUE E RECEBA A REVISTA EM CASA A PARTIR DE R$14,90/MÊS Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90

Entre Cruzeiro e Flamengo, Arrascaeta revela ameaças de torcedores

Meia uruguaio disse ter tido seu telefone e o de seu empresário vazados e reclamou de declarações "infelizes e intimidatórias" de dirigente cruzeirense

Por Da redação 4 jan 2019, 14h48

O interesse do Flamengo de tirar o meia uruguaio Giorgian De Arrascaeta do Cruzeiro estremeceu a relação do atleta com a diretoria mineira e também com a torcida cruzeirense. Depois de faltar a dois treinamentos na reapresentação do clube, devido a desentendimentos entre seu empresário, Daniel Fonseca, e Itair Machado, vice-presidente de futebol do Cruzeiro, o atleta de 24 anos usou as redes sociais para desabafar nesta sexta-feira, 4. De Arrascaeta disse ter tido seu telefone vazado e ter recebido ameaças de torcedores cruzeirenses.

“Meu celular e o do meu representante, o Sr. Daniel Fonseca, se tornaram públicos, o que motivou a receber mensagens com insultos e ameaças. Neste cenário, estou avaliando com meu representante, meu advogado e consultores o mais conveniente para minha segurança e meus direitos legais e contratuais”, escreveu Arrascaeta.

O uruguaio alega que número de celular foi divulgado após reunião dele e seu empresário com Itair Machado. Segundo o jogador, o dirigente usou “expressões infelizes”, “tomadas como intimidatórias”.

O uruguaio tem contrato com o Cruzeiro até o fim de 2021. O Flamengo está disposto a comprar 50% dos direitos econômicos do meia para levá-lo para o Rio de Janeiro, mas o Cruzeiro não aceitou a oferta apresentada pelo empresário de Arrascaeta.

A proposta foi revelada por Itair Machado em entrevista coletiva na quinta. Irritado, o vice de futebol do Cruzeiro afirmou que o jogador foi impedido por seu procurador de se apresentar no dia da reapresentação geral do elenco cruzeirense – o atleta tampouco se apresentou nesta sexta e será multado novamente. Seu caso está entregue ao departamento jurídico.

  • “Ninguém do Flamengo falou sobre o Arrascaeta com o Cruzeiro. O procurador disse que a proposta de salário é o triplo do que o Arrascaeta ganha no Cruzeiro. Lógico que isso balança a cabeça do jogador. Mas se trata de uma proposta de boca. Como ele (Arrascaeta) não se apresentou, será multado”, disse o dirigente, na quinta-feira.

    Em comunicado divulgado após a coletiva, Daniel Fonseca confirmou a negociação com o Flamengo e disse estar insatisfeito com a conduta do dirigente cruzeirense. No Cruzeiro desde 2015, De Arrascaeta era muito querido pela torcida e, recentemente, marcou o gol que selou o título da Copa do Brasil de 2018, diante do Corinthians.

    (com Estadão Conteúdo)

    Continua após a publicidade
    Publicidade