Clique e assine a partir de 9,90/mês

Em silêncio, Flamengo vence Bangu por 3 a 0 na volta do Carioca

A falta de público e o pequeno número de jornalistas presentes deixaram o ambiente muito diferente para um jogo de futebol

Por Da Redação - Atualizado em 18 Jun 2020, 23h57 - Publicado em 18 Jun 2020, 23h41

Em um Maracanã sem público e sem transmissão pela televisão, o Flamengo cumpriu o protocolo dentro de campo e venceu o Bangu com facilidade por 3 a 0 na noite desta quinta-feira, 18, pelo Campeonato Carioca. Os gols da partida foram marcados por De Arrascaeta, no primeiro tempo, e Bruno Henrique e Pedro Rocha na etapa final.

A falta de público e o pequeno número de jornalistas presentes mostraram o anticlímax que foi o jogo. Até as comemorações dos gols pareceram ter algum constrangimento. Com protocolos de segurança para evitar o contágio do coronavírus, a partida não contou com crianças como mascotes e das tradicionais poses para as fotos dos times. Túneis de desinfecção e todos os envolvidos no jogo usavam máscara, com exceção dos 22 jogadores titulares em campo. Os técnicos também tinham a possibilidade de fazer cinco substituições, como recomenda a Fifa para evitar lesões nos atletas após o longo tempo de inatividade.

Com o resultado, o Flamengo segue tranquilo na liderança do grupo A da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca, com 12 pontos e 100% de aproveitamento em quatro jogos.

Na próxima rodada, a última da fase de grupos, o rubro-negro enfrenta o Boavista. O jogo está marcado para o dia 24.

Continua após a publicidade

Fora de campo, o Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro denunciou o Flamengo no Ministério Público do Rio de Janeiro por descumprimento do protocolo de saúde elaborado pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro.

O documento da Ferj estabelece que haja uma concentração prévia de 48 horas antes da partida, o que não ocorreu para a volta do estadual. Além disso, ficou decidido que os jogos vão ocorrer, de preferência, apenas em três estádios: Maracanã, Nilton Santos e São Januário. Os locais vão ter cabines de desinfecção para as delegações, além de cada pessoa ter a temperatura medida, entre outras ações.

Publicidade