Clique e assine a partir de 9,90/mês

Em crise, Barcelona precisa vencer o Atlético de Madri; como assistir

Diferenças entre atletas e comissão de Quique Setién foram escancaradas na véspera do duelo decisivo no Camp Nou, pelo Campeonato Espanhol

Por Da Redação - Atualizado em 30 Jun 2020, 16h26 - Publicado em 30 Jun 2020, 10h23

O Barcelona encara o Atlético de Madri nesta terça-feira, 30, às 17h (de Brasília), pela 33ª rodada do Campeonato Espanhol precisando da vitória para seguir na caça ao líder Real Madrid e também para diminuir a tensão no ambiente. O clima entre os atletas, especialmente Lionel Messi e Luis Suárez, e a comissão técnica de Quique Setién não é nada boa e a imprensa espanhola já especula uma possível demissão do treinador em caso de tropeço. O jogo no Camp Nou, que seguirá com portões fechados como parte do protocolo para conter o coronavírus, será transmitido ao vivo em TV fechada, pela ESPN Brasil. 

No último sábado 27, durante o empate em 2 a 2 contra o Celta, Messi foi flagrado ignorando completamente as instruções do auxiliar Eder Sarabia durante a parada para a hidratação. Após a partida, questionado sobre por que o Barcelona tem tropeçado em jogos fora de casa, Suárez afirmou que “os treinadores estão aí para isso”, deixando clara a sua insatisfação com a comissão.

Quique Setién, contratado no meio da temporada de forma surpreendente, não escondeu os problemas em sua entrevista coletiva da véspera. “É verdade que sempre há controvérsias. Como na vida, cada um tem sua maneira de ver as coisas e é normal que haja diferenças. Eu tampouco era um jogador fácil”, desconversou o ex-treinador do Betis, que não possui títulos na carreira, nem estava acostumado a lidar com tantas estrelas.

“Temos reuniões com muita frequência. Conversamos sobre muitos tópicos, mas o que nos preocupa é o futebol”, completou o treinador, admitindo que houve uma conversa com o elenco para tentar aparar as arestas. Segundo jornais espanhóis, a insatisfação do elenco é maior com o auxiliar Sarabia, que já foi flagrado reclamando dos atletas na derrota para o Real Madrid, em março.

Setién também teria chateado o grupo pela forma como tratou da saída de Arthur. Apesar de sua transferência para a Juventus já ter sido oficializada, por até 82 milhões de euros (72 mi fixos e 10 mi variáveis), o meia brasileiro está relacionado para a partida de hoje e disse que pretende encerrar de forma honrosa sua passagem pelo Camp Nou. “Temos objetivos importantes e seguirei dando tudo pelo Barcelona, por meus companheiros e pela torcida”, escreveu o jogador da seleção brasileira.

Continua após a publicidade

ASSINE VEJA

Wassef: ‘Fiz para proteger o presidente’ Leia nesta edição: entrevista exclusiva com o advogado que escondeu Fabrício Queiroz, a estabilização no número de mortes por Covid-19 no Brasil e os novos caminhos para a educação
Clique e Assine

O Barcelona deve ter o trio de ataque formado por Messi, que está a um gol de chegar aos 700 na carreira, Luis Suárez e o francês Antoine Griezmann, ex-ídolo do Atlético. O clube de Madri, por sua vez, aposta no português João Félix e no brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa.

Continua após a publicidade

Faltando seis rodadas para o fim do campeonato, o Barcelona tem 69 pontos, dois a menos que o Real Madrid, que enfrenta o Getafe na quinta-feira 2. Para ser campeão, não basta que o clube catalão empate em pontos com o rival, já que o time da capital leva vantagem no primeiro critério de desempate, o confronto direto. O Atlético de Madri, terceiro colocado, tem 58.

Prováveis escalações:

Barcelona: Ter Stegen; Nelson Semedo, Piqué, Lenglet, Jordi Alba; Sergio Busquets, Vidal (Puig), Rakitic; Ansu Fati, Suárez, Lionel Messi.

Atlético de Madri: Jan Oblak; Trippier, Felipe, José Giménez, Renan Lodi; Herrera, Ñiguez; João Félix, Llorente, Lemar; Diego Costa.

Continua após a publicidade

 

Publicidade