Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
CLIQUE E RECEBA A REVISTA EM CASA A PARTIR DE R$14,90/MÊS Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90

Em busca de vaga e ‘carinho’, seleção enfrenta o Peru em SP

Vaiado nos dois primeiros jogos, Brasil busca embalar na Copa América na volta de Tite à Arena Corinthians 

Por Luiz Felipe Castro Atualizado em 22 jun 2019, 08h01 - Publicado em 22 jun 2019, 08h00

A seleção brasileira tem uma terceira chance de, enfim, conquistar o apoio da torcida e também a classificação às quartas de final da Copa América. O adversário deste sábado, 22, a partir das 16h, na Arena Corinthians, em São Paulo, é o Peru. O jogo em Itaquera terá como principais protagonistas o técnico Tite e o atacante peruano Paolo Guerrero, heróis na conquista do Mundial de Clubes de 2012 pelo Corinthians. Na véspera da partida, que será transmitida em TV aberta, pela Globo, e fechada, pelo SporTV, o treinador disse que espera receber, não apenas ele, mas todo o time, mais carinho da torcida.

“Sem falsa modéstia, tenho orgulho daqui, da forma como trabalhei neste estádio. E queria fazer um pedido, se eu tiver um pouquinho do carinho do torcedor, que ele transporte também para para estes atletas jovens, que criam uma expectativa grande. Eles sentem e o técnico sentem também. Não é demagogia, é sinceridade”, afirmou o treinador. Na abertura, também em solo paulista, mas no Morumbi, diversos atletas reclamaram da falta de apoio do público. 

Tabela completa de jogos da Copa América

Tite não quis revelar o time titular para o jogo decisivo – o Brasil precisa de um empate para se garantir matematicamente na próxima fase –, mas, pela disposição de coletes e pistas que deu na coletiva, deve mexer no ataque: a tendência é que Gabriel Jesus e Everton ganhem as vagas de David Neres e Richarlison. “O processo criativo e de efetividade tem de melhorar, tem de traduzir a posse em finalizações e gol”, afirmou Tite. Na última partida, diante da Venezuela, em Salvador, o time chutou apenas uma bola no gol, além dos dois gols anulados pelo VAR.

Tite falou com carinho de Paolo Guerrero e disse que não gostaria de enfrentá-lo. “Existe um laço de amizade e respeito.” O zagueiro Marquinhos, que também atuou com Guerrero, por poucas semanas, nos tempos de Corinthians, fez elogios ao atacante do Inter. “É um grande jogador, forte, boa estatura, boa movimentação, então é muito difícil marcá-lo. Vai ser uma boa luta dentro de campo.”

  • O Peru, que tem os mesmos quatro pontos que o Brasil, não esconde que um empate lhe satisfaz. “O objetivo primordial é classificar”, disse o treinador argentino Ricardo Gareca, com passagem pelo Palmeiras. “Independentemente da dificuldade, temos condições de fazer uma grande partida. Temos de estar em uma boa tarde e funcionar como sempre, coletivamente, que é o essencial.”

    O time peruano tem uma dúvida na escalação: o defensor Carlos Zambrano, que sentiu uma lesão no músculo adutor da perna, e, curiosamente, foi o escolhido para conceder entrevista ao lado de Gareca. “Esses são os jogos que todos querem jogar, contra seleções grandes, mas é uma decisão do departamento médico e técnico. Vou apoiar de qualquer forma, de dentro ou de fora”, afirmou Zambrano. No lado brasileiro, Fernandinho, que sentiu uma lesão no treino da quinta-feira, é desfalque certo e não ficará nem no banco.

    Prováveis escalações:

    Brasil: Alisson – Dani Alves, Thiago Silva, Marquinhos, Filipe Luis – Arthur, Casemiro, Philippe Coutinho – Richarlison, Roberto Firmino, David Neres. Técnico: Tite.

    Peru: Pedro Gallese, Luís Advincula (Carlos Zambrano) Miguel Araujo, Luis Abram, Miguel Trauco, Yoshimar Yotún, Renato Tapia, Andy Polo, Christian Cueva, Jefferson Farfán e Paolo Guerrero. Técnico: Ricardo Gareca.

    Continua após a publicidade
    Publicidade