Clique e assine a partir de 9,90/mês

Em ato contra o racismo, Henry fica de joelhos por 8min46s em jogo nos EUA

O tempo foi o período exato em que o ex-segurança negro George Floyd permaneceu sob os joelhos de um policial branco nos EUA, em 25 de maio

Por Da Redação - Atualizado em 3 ago 2020, 17h26 - Publicado em 9 jul 2020, 23h34

O ex-jogador francês Thierry Henry, atual técnico do Montreal Impact, ficou de joelhos por 8 minutos e 46 segundos no início do jogo do time que comanda contra o New England Revolution, disputada na noite desta quinta-feira, 9, nos Estados Unidos, em um protesto simbólico contra o racismo.

O tempo foi o período exato em que o ex-segurança negro George Floyd permaneceu sob os joelhos de um policial branco em Minneapolis e foi assassinado, no dia 25 de maio. A morte de Floyd ocasionou uma onda de protestos em todo o mundo que ganhou os campos de futebol.

Henry só se levantou quando o cronômetro da partida marcou 8 minutos e 46 segundos de jogo. Aos 42 anos, o francês é treinador do Montreal Impact, time canadense que disputa a MLS, a liga de futebol dos Estados Unidos, desde o início de 2020. É o seu segundo trabalho como técnico. Na temporada 2018/2019 comandou o Monaco, da França, por 20 jogos e foi demitido. Antes, era auxiliar técnico de Roberto Martinez na seleção da Bélgica.

Continua após a publicidade

Esta quinta-feira marcou a volta do futebol nos Estados Unidos, com um torneio chamado “MLS is Back Tournment” (Torneio MLS está de volta), que será disputado na Disney até o dia 26 de agosto e é diferente da temporada regular da Major League Soccer. O vencedor garante uma vaga na próxima edição da Liga dos Campeões da Concacaf.

Assista este e outros campeonatos na DAZN! O primeiro mês é grátis.

Publicidade