Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em 1992, álbum da Eurocopa quase não teve a seleção campeã

A Dinamarca entrou como seleção reserva em álbum, lançado antes de decisão final dos participantes

Nesta semana, a Kaiser Magazine trouxe uma história interessante sobre o álbum da Eurocopa de 1992. Normalmente lançado pela Panini alguns meses antes da competição, o álbum de 1992 trouxe algo inédito. Quase não tem figurinhas da seleção campeã.

Para evitar isso de acontecer, a editora publicou um álbum com 10 seleções, mesmo tendo apenas oito classificadas para a fase final, que seria disputada na Suécia. O álbum tinha Suécia, França, Inglaterra, Iugoslávia, Holanda, Escócia, CEI e Alemanha. Contudo, havia dúvida sobre a participação de duas seleções.

Com a “queda do comunismo” no começo dos anos 1990 e a divisão de países como Iugoslávia (por conta da Guerra dos Bálcãs) e União Soviética, muita coisa mudou. No lugar da União Soviética, foi criado a Comunidade dos Estados Independentes, que ainda jogou junto a Eurocopa e as Olimpíadas daquele ano, para não prejudicar os classificados nas Eliminatórias. 

Já para o lugar da Iugoslávia, a Sérvia tentou assumir o lugar da seleção. Contudo, ao contrário do que aconteceu com a CEI, a Iugoslávia perdeu sua vaga no torneio. Duas seleções queriam a vaga destes dois países. A Dinamarca para o lugar da Iugoslávia, e a Itália para o lugar da CEI. 

Ambas seleções entraram no álbum como “seleções reservas”, pois, na época do lançamento do álbum, a participação ainda não havia sido definida. Contudo, depois do lançamento, ficou definido que a Dinamarca, segunda colocada do grupo, substituiria a Iugoslávia (deixando a Sérvia de fora) e que a CEI participaria do torneio, deixando a Itália de fora, por representar a mesma coisa que a URSS.

Ao fim do torneio, a Dinamarca foi campeã, mesmo como seleção reserva e uma página a menos no álbum oficial.

Veja o álbum completo no link