Clique e assine a partir de 9,90/mês

Eliminatórias: sem Messi, Argentina perde para a Bolívia

Com o craque punido pela Fifa, seleção argentina perdeu na altitude de La Paz e se complicou na tabela. Técnico Bauza corre risco de demissão

Por Da redação - Atualizado em 28 Mar 2017, 19h33 - Publicado em 28 Mar 2017, 19h31

O pesadelo da seleção argentina começou no início da tarde com a suspensão de quatro jogos imposta a Lionel Messi pela Fifa e ficou completo na noite desta terça-feira com a derrota por 2 a 0 para a Bolívia, no estádio Hernando Siles, em La Paz.

A derrota deixou o técnico Edgardo Bauza cada vez mais pressionado e complicou a Argentina na tabela das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia: com 22 pontos, caiu para a quarta colocação e ainda pode ser ultrapassada pelo Chile, que enfrenta a Venezuela, nesta noite.

Messi viajou com a equipe para La Paz, mas já sabia que não poderia jogar. Ele recebeu quatro jogo de suspensão por ter ofendido o auxiliar brasileiro Emerson Augusto de Carvalho na vitoria sobre o Chile, em Buenos Aires, na última quinta-feira. Com Lucas Pratto, do São Paulo, Ángel Correa, do Atlético de Madri, no ataque, a Argentina até criou boas chances, mas sofreu com os 3.600 metros de altitude e saiu de campo com uma amarga derrota.

Os gols da Bolivia foram marcados por velhos conhecidos dos brasileiros: Juan Arce, com passagens por Lusa, Corinthians e Sport, na primeira etapa, e Marcelo Moreno, ex-Cruzeiro, Vitória, Flamengo e Grêmio, no complemento.

Continua após a publicidade

Com a derrota, o técnico Bauza, que deixou o São Paulo em 2016 para dirigir a seleção argentina, tem seu cargo bastante ameaçado, segundo a imprensa local. Sem Messi, a Argentina tem retrospecto péssimo nas Eliminatórias:  quatro empates, três derrotas e apenas uma vitória. Com ele, foram cinco vitórias e somente uma derrota, para o Brasil. Se a punição da Fifa for mantida, Messi só poderá jogar a última partida do torneio, contra o Equador, fora de casa. 

Publicidade