Clique e assine com 88% de desconto

Edu Gaspar defende Neymar: ‘Chega a dar pena as coisas que ele sofre’

O coordenador de seleções da CBF elogiou o comportamento de Neymar e o trabalho de Tite, mas sem confirmar permanência

Por da Redação - 7 jul 2018, 10h34

O coordenador de seleções da CBF, Edu Gaspar, concedeu entrevista coletiva neste sábado, um dia após a derrota por 2 a 1 para a Bélgica, que culminou na eliminação da seleção brasileira nas quartas de final da Copa do Mundo de 2018. Gaspar elogiou o trabalho do técnico Tite e afirmou que críticas ao atacante Neymar são injustas.

Tabela completa de jogos da Copa do Mundo de 2018

“Se dá um sorriso, é criticado, se chora, é criticado. Se não dá entrevista, é criticado e elogiado. Não é facil ser Neymar. É difícil estar na pele dele em alguns momentos. Foi o atleta que menos reivindicou alguma coisa. Não fez pedidos especiais e cumpriu com todas as normas da delegação”, comentou Gaspar.

O coordenador ainda elogiou a disciplina de Neymar durante a fase de recuperação da lesão que teve no pé, pouco tempo antes da estreia na Copa da Rússia.

“É um menino. Menino, não. Deixou de ser menino, é um atleta que merece meu elogio por passar pelo o que passou.  As pessoas esquecem o que o tempo que ele ficou parado, tudo o que fez para ter boas condições de jogar a Copa do Mundo. Treinou apenas três semanas sem problema clínico, fez apenas dois amistosos antes da estreia. Se não fosse o Neymar, não sei se algum outro atleta atingiria o nível dele”, defendeu.

Publicidade

Perguntado sobre a permanência de Tite, Gaspar despistou. “É inegável a satisfação minha e de Tite, mas agora é um momento difícil de responder a essa pergunta. Estamos juntando nossas dores. Vamos esperar voltar ao Brasil para conversar e dar o próximo passo”, finalizou Edu Gaspar.

Publicidade