Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Dois funcionários do Palmeiras morrem vítimas de Covid-19

O podólogo Edson Silva e o segurança Cristiano de Oliveira não resistiram depois de complicações da doença; Abel Ferreira lamentou em coletiva

Por Da Redação 13 jun 2021, 12h27

Dois funcionários do Palmeiras morreram, na noite deste sábado, 12, por complicações da Covid-19: o podólogo Edson Silva e o segurança Cristiano de Oliveira. A morte de Edson foi confirmada pouco antes do clássico entre o time alviverde e Corinthians, que inclusive contou com um minuto de silêncio, enquanto a de Cristiano durante a segunda etapa da partida.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

Logo após o jogo, o técnico Abel Ferreira abriu a coletiva de imprensa lamentando o ocorrido e mandou um recado às famílias dos dois funcionários.

“Minhas primeiras palavras são para o Cris e ao Edson, dois funcionários que trabalhavam aqui conosco e faleceram hoje por Covid. No futebol sempre buscamos algum jeito para buscar solução, mas na morte não há jeito. É a única certa, e me custa muito os dois funcionários que deram tudo para elevar o clube e hoje faleceram os dois. Um grande abraço e um abraço de sentimento a toda a família, porque para nós é um dia muito triste, pois perdemos dois grandes homens e dois grandes palmeirenses” afirmou o treinador do Palmeiras.

Nas redes sociais, o clube também lamentou a morte dos funcionários. “Desejamos força aos amigos e familiares neste momento de dor”, escreveu o Palmeiras.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade
Publicidade