Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dinastia Maldini no Milan chega à terceira geração

Daniel Maldini, filho de Paolo e neto de Cesare, estreou pela equipe adulta nesta terça-feira, contra o Bayern de Munique

A dinastia da família Maldini no Milan teve início em 1954, com Cesare, pai de Paolo, que, por sua vez, estreou em 1985, e ganhou um terceiro capitulo nesta terça-feira 23, quando Daniel entrou em campo pela primeira vez com a camisa rubro-negra da equipe adulta, em amistoso de pré-temporada contra o Bayern de Munique. Ao contrário do pai e do avô, lendários defensores, Daniel joga na frente e, aos 17 anos, é tratado como uma promessa do futebol italiano.

Formado nas categorias de base, Daniel Maldini surpreendente começou como titular e teve atuação discreta na derrota por 1 a 0, em Kansas City, nos Estados Unidos, mas teve suas qualidades como meia exaltadas pela imprensa italiana. Antes de Daniel, seu irmão, o zagueiro Christian Maldini, também já havia tentado a sorte no clube e chegou a ser capitão do Milan categorias de base, mas jamais chegou ao time principal e hoje, aos 23 anos, joga no Fano, da terceira divisão.

Cesare Maldini, que atuou também como treinador do Milan e da seleção italiana e morreu em 2016, iniciou a trajetória familiar em 1954, vindo da Triestina, e, em 347 partidas até 1967, conquistou diversos títulos. Foi ele quem ergueu a taça da primeira Liga dos Campeões do clube, em 1963. Ainda atuou pelo Torino antes de iniciar uma também vitoriosa carreira como treinador.

O mais famoso e celebrado integrante do clã, no entanto, foi Paolo Maldini, considerado um dos maiores defensores da história. Estreou na equipe profissional com apenas 16 anos e jamais vestiu a camisa de outro clube até se aposentar em 2009. Em 902 jogos, ergueu cinco Ligas dos Campeões, três Mundiais de Clubes e seis campeonatos italianos, entre outros.

Agora, Daniel tentará seguir os passos da família e terá a proteção do pai Paolo, que retornou ao clube em junho deste ano, como diretor esportivo. A tendência é que ele seja emprestado a um clube menor para ganhar experiência.