Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Diego Cerri recusa convite do Palmeiras para assumir lugar de Mattos

Diretor de futebol do Bahia preferiu permanecer no clube nordestino; alviverde paulista segue em busca de um técnico e um gestor para o elenco profissional

Por Gazeta Press - Atualizado em 10 dez 2019, 20h42 - Publicado em 10 dez 2019, 20h31

Nesta terça-feira, a diretoria do Palmeiras confirmou que Diego Cerri não será o diretor de futebol do clube na próxima temporada. O dirigente do Bahia escutou a proposta do Verdão, mas agradeceu o convite e disse que tem compromissos com o Tricolor Baiano.

Com Alexandre Mattos demitido na reta final do Campeonato Brasileiro, Cerri era o favorito da diretoria para assumir o cargo no Palestra. Outra opção da diretoria era o gerente de futebol do Internacional, Rodrigo Caetano, mas o Colorado já garantiu que ele fica no clube em 2020.

Além de contratar um novo nome para comandar o futebol, o Palmeiras precisa definir também um sucessor para o técnico Mano Menezes. O preferido do time alviverde para o cargo é o argentino Jorge Sampaoli, que pode deixar o Santos ainda este ano, apesar de ter contrato até o fim de 2020.

Publicidade