Clique e assine a partir de 9,90/mês

Dia de fúria: Galvão Bueno detona Cristiano e Messi e dá bronca em Roger

Narrador citou "profunda falta de respeito" dos craques por não terem comparecido ao prêmio The Best, da Fifa, que coroou Modric como melhor do mundo

Por Da redação - Atualizado em 25 set 2018, 16h46 - Publicado em 25 set 2018, 12h35

Galvão Bueno tem adotado um tom bastante ácido em seu programa no SporTV. Uma semana depois de criticar Neymar e seus “parças”, o narrador mais famoso do país mirou sua artilharia em Cristiano Ronaldo e Lionel Messi – e também demonstrou irritação com o colega Roger Flores, nesta segunda-feira, durante o Bem, Amigos!.

Logo na abertura do programa, Galvão iniciou um discurso sobre clubes que nunca foram rebaixados no Brasileirão, e pediu ajuda, “caso esquecesse de algum clube”, aos colegas. Roger, no entanto, se antecipou e citou Cruzeiro e Santos antes de Galvão iniciar sua argumentação, o que irritou o apresentador do programa.

“Deixa eu falar, e você me ajuda se eu falhar. Deixa eu dizer primeiro e se eu falhar você fala ‘tem esse!’, tá bom? E boa noite, Roger”, cravou, com ironia. Ao longo do programa, no entanto, o narrador e o ex-jogador se comunicaram normalmente e até fizeram uma aposta amigável – Roger disse que Messi voltará a ganhar o prêmio de melhor do mundo e Galvão discordou.

A fúria de Galvão, então, se voltou ao craque argentino e a Cristiano Ronaldo, que faltaram à premiação The Best, da Fifa, segundo ele, um gesto de enorme desrespeito ao vencedor, Luka Modric. “O Cristiano sabia que o prêmio seria do Modric, todos nós sabíamos, e por isso não apareceu. E argumentou que não foi porque jogou domingo, pela Juventus, e vai jogar na quarta-feira. Ah, Cristiano, vá ser cara de pau para lá! Nos outros anos todos em que ele foi, tinha jogo no domingo e na quarta e domingo”, esbravejou.

Continua após a publicidade

“Isso mostra um pouco o que são as estrelas do futebol de hoje. Olham para seus próprios umbigos, sobra arrogância, faltam humildade e caráter do exemplo que eles têm que ser para a juventude, não só de seu país, mas para o mundo inteiro. Mas, acima de tudo é uma profunda falta de respeito com os colegas de profissão. O Cristiano Ronaldo hoje deu um tapa na cara do Modric. É muito ruim e muito triste ver jogadores de futebol se transformando nisso hoje em dia”, cravou.

Os comentaristas Roger, Caio Ribeiro, Muricy Ramalho, Bob Faria e Marco Antônio Rodrigues mantiveram a mesma linha e criticaram o individualismo da dupla. “Nossa crise é mais profunda, Galvão, valores morais estão sendo jogados na lata do lixo. É fanatismo, radicalismo de todo lado, político, religioso, egocentrismo. As pessoas só pensam nelas mesmas…”, afirmou Marco Antônio, apoiado firmemente por Galvão.

Publicidade