Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Dia 6 – Histórica vitória do polo aquático brasileiro

Com três vitórias em três partidas, o Brasil vence a atual campeã mundial de polo aquático, com grande atuação do nosso goleiro Slobodan Soro

Por Eduardo Colli, especial para PLACAR - Atualizado em 2 mar 2017, 16h51 - Publicado em 11 ago 2016, 00h40

Uma vitória que vale quase uma
medalha. A seleção brasileira de polo aquático derrotou a Sérvia (atual campeã
mundial e de liga mundial, considerada a melhor seleção do mundo) por 6 a 5.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Assistir competições de vários
esportes em uma olimpíada significa uma experiência incrível. A cada quatro
anos é a oportunidade única de ver de perto os melhores (exceto no futebol
masculino) de todos os esportes.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Pela primeira vez assisti uma
prova de canoagem slalom. É uma competição maravilhosa, na qual os canoístas
remam em um canal artificial com forte correnteza e passando por várias portas.
Ouro para o britânico Joseph Clarke e grande prova do brasileiro Pedro da Silva
que terminou em sexto.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Um detalhe para quem quer assistir
várias competições olímpicas. Anda-se muito. Espectador olímpico entra em forma
ao final dos Jogos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Com dois gols do Gabigol, um do Gabriel
Jesus e um do Luan, a seleção masculina de futebol melhorou e venceu a
Dinamarca por 4 a 0. Vai enfrentar a Colômbia nas quartas de final. Com a
eliminação das duas últimas seleções campeãs olímpicas, Argentina e México, o
caminho para o inédito ouro ficou menos difícil.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

O Mineirão inspira os alemães.
Na Copa do Mundo, a seleção principal ganhou por 7 a 1. Nesta quarta, a seleção
olímpica massacrou Fiji por 10 a 0.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Com o Maracanãzinho lotado,
tranquila vitória das meninas do nosso vôlei por 3 a 0 sobre o Japão. Rumo ao
tri…

Publicidade
Publicidade
Publicidade

No tiro esportivo, Jin Jongoh da
Coréia do Sul venceu a prova da pistola 50 metros. O primeiro tricampeão
olímpico deste esporte.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Como o Kuwait está proibido de
participar dos Jogos por interferências do governo em relação ao movimento
olímpico, o atirador Fehaid Aldeehani venceu a fossa dupla. O primeiro atleta
olímpico independente a ganhar o ouro.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Totalizando 92.365 pontos, o
japonês Kohei Uchimura ganhou a medalha de ouro no individual geral da
ginástica, seu segundo ouro no Rio, com a ínfima diferença de 0.099 ponto a
frente do ucraniano Oleg Verniaiev.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em um passeio pelo Rio na semana
passada, alguns jogadores da seleção de basquete dos Estados Unidos entraram
por engano em um bordel. O site que postou a notícia afirmou que eles saíram
rapidamente. Na terça-feira eles foram visitar o Cristo Redentor e na
quarta-feira venceram com muita dificuldade a Austrália.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

A polícia prendeu 27 pessoas de
uma rede de cambista que cobravam até oito vezes o valor de um ingresso. Por
falar em público, muitos
assentos livres em competições de
esportes que em edições anteriores lotavam.

Outro dia sem medalhas
brasileiras. Continua a disputa medalha a medalha pela  liderança do quadro geral de medalhas entre
americanos e chineses.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

1º Estados Unidos: 11 de ouro, 11 de prata, 10 de bronze = 32 no total

Publicidade
Publicidade
Publicidade

2º China: 10 de ouro, 5 de prata, 8 de bronze = 23 no total

Publicidade
Publicidade
Publicidade

17º Brasil: 1 de ouro, 1 de prata = 2 no total

Publicidade