Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Del Valle 5×0 Flamengo: ‘Derrota dolorida, mas vale três pontos’, diz Dome

Treinador espanhol pediu desculpas à torcida pelo maior revés da história do clube rubro-negro na Libertadores

Por Da Redação Atualizado em 21 set 2020, 15h25 - Publicado em 18 set 2020, 10h37

Atual campeão da Copa Libertadores, o Flamengo levou nesta quinta-feira, 18, a maior goleada de sua história na competição. A derrota por 5 a 0 para o Independiente del Valle, do Equador, em Quito, pode não representar grande catástrofe na classificação da primeira fase, mas coloca pressão sobre o técnico espanhol Domènec Torrent, que foi completamente superado por seu compatriota, Miguel Ángel Ramírez, treinador adversário. Na entrevista coletiva após a partida, Dome tratou o revés como “dolorido” e avaliou que o Flamengo se perdeu na segunda etapa, na altitude da capital equatoriana.

“Jogamos mais ordenados no primeiro tempo, por isso só marcaram um gol. Tivemos algumas chances nos contra-ataques. Na segunda parte tentamos marcar mais em cima, mas eles jogam muito bem quando têm espaços. Eles marcaram dois, três golaços”, afirmou o treinador, conhecido por ter sido auxiliar de Pep Guardiola no Barcelona, no Bayern de Munique e no Manchester City, e que tem sua segunda experiência como técnico principal após passar pelo New York City. “É uma derrota muito dolorida, mas são três pontos. Temos que pedir desculpas aos torcedores”, completou.

  • Com a perda dos três pontos, o Flamengo caiu para a segunda colocação do grupo, com seis, três a menos que o líder Del Valle. O Junior Barranquilla é o terceiro, com três pontos em três jogos. O time carioca permanece no Equador, onde na próxima terça-feira encara o Barcelona, em Guayaquil, lanterna do grupo, sem pontuar. “Sei que é o pior resultado do Flamengo. Mas já passou. Temos que pensar em ganhar a próxima partida. Se fosse mata-mata, seria um desastre. Foi um desastre, mas foram só três pontos. Tentaremos nos recuperar. Todos sabem que jogar aqui não é fácil. Não é desculpa, temos que jogar muito melhor”, completou Doménec Torrent.

    Pelo lado do Independiente del Valle, atual campeão da Sul-Americana, o técnico Miguel Ángel Ramírez celebrou a façanha e disse que vê seu time “superior ao Flamengo coletivamente”,  “É uma noite que fica na história. Superamos o melhor time da América, que por pouco não venceu o Liverpool. Estou muito emocionado. Vamos lembrar disso para sempre. É por noites como esta é que alguém se torna jogador ou técnico”, afirmou o espanhol de apenas 35 anos, constantemente especulado em clubes brasileiros – foi sondado pelo próprio Flamengo após a saída de Jorge Jesus.

    UOL Esporte Clube | Assine e acompanhe transmissões de grandes jogos e programas esportivos de onde você estiver.

    Continua após a publicidade
    Publicidade