Clique e assine a partir de 9,90/mês

D’Alessandro diz que filha de Maradona o tirou da Copa de 2010

Ídolo do Inter acredita que um antigo relacionamento de seu irmão com a filha de Maradona o prejudicou na seleção argentina

Por Da redação - Atualizado em 9 Mar 2018, 10h18 - Publicado em 9 Mar 2018, 10h06

Andrés D’Alessandro jamais disputou uma Copa do Mundo. Em 2010, quando ganhou a Libertadores pelo Inter e foi eleito o melhor jogador da América, o meia tinha esperanças de ser chamado pelo então técnico da seleção Argentina, Diego Maradona, para o Mundial na África do Sul, mas nunca sequer foi testado pelo treinador. Oito anos depois, D’Alessandro afirmou que o motivo de sua exclusão não tem nada a ver com futebol: um relacionamento de seu irmão com uma das filhas de Maradona.

“Houve um tema extra-futebolístico, já passaram muitos anos, não vale a pena. Meu irmão teve um relacionamento com uma das filhas de Maradona, não sei se ele levou para esse lado, e para mim foi muito estranho não ter sido convocado nunca”, afirmou em entrevista ao programa Perros De La Calle, da Rádio Metro, sobre namoro antigo de seu irmão com Giannina Maradona – que nesta época era casada com Sergio Kun Aguero, do Manchester City, titular de Maradona na Copa de 2010.

“Maradona não me convocou nem para testes, e nessa época ele testou mais de 130 jogadores. Me pareceu meio estranho. Nunca falei com ele, mas sei das coisas em off. Para mim, Diego segue sendo Diego, mas em outro âmbito ele foi treinador e eu fui jogador. Tenho minha opinião e ele a sua. Sei o que aconteceu, imagino como foi…mas já se passaram muitos anos”, disse, recordando que 2010 foi o melhor ano de sua carreira.

Claudia (à esq.) e Maradona, com as filhas Dalma e Giannina, em evento em 2008
Maradona, com a ex-esposa Claudia (à esq.) e as filhas Giannina e Dalma, em 2008 :Gareth Cattermole/Getty Images

 

Publicidade