Clique e assine a partir de 9,90/mês

Criador de estátua garante: ‘Cristiano Ronaldo gostou’

Emanuel Santos é um escultor autodidata, que estava desempregado. Sobre as críticas que recebeu, disse que “não há como agradar gregos e troianos”

Por Da redação - Atualizado em 30 Mar 2017, 11h08 - Publicado em 30 Mar 2017, 11h07

Emanuel Santos, um escultor português autodidata de 40 anos, responsável pela criação da controversa estátua de Cristiano Ronaldo, defendeu-se das críticas recebeu. Sua obra de arte, exposta no aeroporto da Ilha da Madeira, que agora leva o nome do ídolo português, gerou repercussão mundial, mas, segundo ele, foi aprovada pelo próprio Cristiano.

Emanuel Santos, escultor da Ilha da Madeira
Emanuel Santos, o criador da estátua Reprodução/Facebook

Em entrevista à rádio Renascença, de Portugal, Emanuel, que apenas há dois anos dedica-se 100% à escultura (trabalhou na limpeza do aeroporto antes), afirmou que Cristiano Ronaldo pediu alguns retoques, mas gostou do resultado final.

“Pelas mensagens do Ronaldo, percebi que ele gostou do que viu. Só mandou alterar umas rugas, que dão uma certa expressão no rosto quando ele se está a rir. Ele disse que estava um bocadinho saliente, que o fazia mais velho. E pediu para desbastar mais um bocadinho, para ficar mais liso e mais jovial”, afirmou o escultor.

Sobre as críticas recebidas nas redes sociais, ele fez questão de diferenciar: uma escultura não é uma foto. “A verdade é que em qualquer trabalho há críticas, sabe-se disso. Não conseguimos agradar a gregos e a troianos. Uma escultura é uma escultura e uma fotocópia é uma fotocópia”, afirmou no bom português de Portugal. O vaidoso Cristiano Ronaldo ainda não se manifestou publicamente sobre a obra. 

Abaixo, alguns dos memes sobre a estátua de Cristiano Ronaldo:

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

Muito obrigado, acho que foi demais hahahaha! Muchas gracias, creo que fue demasiado jajajaja

A post shared by Jonatan Cristaldo (@churrycristaldo) on

Continua após a publicidade

Publicidade