Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

CR7 e Casillas podem bater recorde de jogos na Eurocopa

Com 14 partidas no torneio, jogadores podem superar Thuram e Van der Sar

Defendendo Portugal e Espanha, Cristiano Ronaldo e Iker Casillas podem quebrar o recorde de jogos na disputa da Eurocopa de 2016, na França.

Com 14 jogos na história do torneio (contando só a fase final, sem Eliminatórias), os jogadores têm 14 partidas e podem quebrar os recordes de Van der Sar e Thuram, que defendendo Holanda e França fizeram 16 jogos no torneio.

O goleiro holandês tem 130 jogos com a camisa da Holanda e esteve em quatro fase finais da Eurocopa. Em todas classificou-se ao menos para as quartas de final. Em duas delas chegou à semifinal, mas nunca a uma decisão. Em 2000, jogando em casa, caiu diante da Itália nos pênaltis. Em 2004, diante do anfitrião Portugal, foi derrotado por 1 x 2.

Já Thuram, de 142 jogos pela França, despediu-se da seleção francesa na Eurocopa de 2008, na fase de grupos, como capitão, em derrota de 1 x 4 para a Holanda de Van der Sar. Contudo, foi campeão do torneio na edição de 2000.

Já Casillas e Cristiano Ronaldo, com 14 jogos no torneio, buscam o recorde em 2016. O goleiro espanhol esteve em quatro edições do torneio, sendo campeão nas duas últimas, em 2008 e 2012. Já Cristiano Ronaldo esteve em três edições do torneio, com seis gols marcados. Foi finalista da primeira, em 2004, chegou nas quartas em 2008 e na semifinal de 2012. 

Outros jogadores com 14 partidas, ou se aposentaram do futebol, ou de sua seleção, caso de Philip Lahm.

Veja os jogadores com mais partidas em fases finais da Eurocopa

16 jogos

Van der Sar (Holanda) e Thuram (França)

14 jogos

Casillas (Espanha), Cristiano Ronaldo (Portugal), Lahm (Alemanha), Figo (Portugal), Nuno Gomes (Portugal), Pobrosky (República Tcheca) e Zidane (França)

Jogadores que deve jogar nesse ano e pode crescer na lista

13 jogos

Buffon (Itália) e Schweinsteiger (Alemanha)

12 jogos

Fàbregas (Espanha), Iniesta (Espanha) e Fernando Torres (Espanha)

11 jogos

Cech (República Tcheca), Pirlo (Itália), Podolski (Alemanha), Sergio Ramos (Espanha) e David Silva (Espanha)

10 jogos

Ibrahimovic (Suécia) e Isaksson (Suécia)