Clique e assine a partir de 8,90/mês

Covid-19: com três contaminados, Ucrânia recorre a goleiro aposentado

Hoje preparador de goleiros da seleção, Shovkovskiy, de 45 anos, ficará à disposição para o amistoso contra a campeã mundial França

Por Da Redação - Atualizado em 7 out 2020, 18h00 - Publicado em 7 out 2020, 15h07

A pandemia de coronavírus abateu fortemente a seleção da Ucrânia, especialmente seus goleiros, e provocou uma situação inusitada para o amistoso desta quarta-feira, contra a campeã mundial França, marcado para às 16h10 (de Brasília), em Paris. A equipe do leste europeu teve de inscrever seu preparador de goleiros, o aposentado Oleksandr Shovkovskiy, de 45 anos, depois que outros três atletas da posição testaram positivo para Covid-19.

Shovkovskiy, um ídolo do Dínamo de Kiev que se aposentou em 2016 e fez cerca de 90 partidas pela Ucrânia, atualmente faz parte da comissão técnica de outra lenda local, o ex-atacante Andriy Shevchenko. A federação de futebol do país (UAF) informou em comunicado que Shovkovsky está em “boa forma física” e fornecerá apoio de emergência a Georgiy Bushchan, atualmente o único goleiro apto.

Na terça-feira, a UAF informou que os goleiros Andriy Lunin, do Real Madrid, Youri Pankiv, do Oleksandria, e o capitão e titular Andreï Piatov, do Shakhtar Donetsk, testaram positivo para o coronavírus, assim como o meio-campista Taras Stepanenko. Todos eles ficaram de fora da viagem à capital francesa. 

Assine DAZN | 30 dias grátis para curtir os maiores craques do futebol mundial ao vivo e quando quiser!

Continua após a publicidade
Publicidade