Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Coronavírus pode impedir promessa de retorno de Neymar ao Barça em 2020

Jornais europeus têm dado destaque ao futuro do atacante brasileiro do PSG

Por Da Redação Atualizado em 6 abr 2020, 13h29 - Publicado em 6 abr 2020, 13h20

Os campeonatos de futebol pelo mundo estão paralisados por tempo indeterminado em razão da pandemia de coronavírus. A parada já provoca caos financeiro inclusive entre os clubes mais poderosos do mundo e faz crescer as especulações sobre a próxima janela de transferências europeia. Nesta segunda-feira, 6, a imprensa francesa informou que a Covid-19 pode adiar as saídas dos atacantes Kylian Mbappé e Neymar do Paris Saint-Germain. Dois dias antes, um jornal catalão noticiou que o astro brasileiro assinou um acordo com o Barcelona, que para impedir que Neymar negociasse com o rival Real Madrid, se comprometeu a contratá-lo, no máximo, até o final de 2020.

Segundo o Mundo Deportivo, o pacto foi firmado em agosto do ano passado, quando o PSG escutava as ofertas de Real Madrid e Barcelona por Neymar –  acabaria negando ambas. “Ou volta este ano (2019), ou no ano seguinte, com certeza”, teria sido o combinado entre o clube catalão e o jogador brasileiro, que se arrependeu de ter trocado a Catalunha por Paris em 2017.

  • A situação, no entanto, pode se complicar devido à pandemia de coronavírus, já que não há nenhuma definição sobre quando os campeonato serão retomados, nem como e quando será a próxima janela de transferências, anteriormente marcada para o meio do ano. O L’Èquipe informa que a crise financeira do Barcelona, que teve de reduzir em 70% o pagamento de seus atletas para conseguir manter outros funcionários, é mais um entrave para o retorno de Neymar.

    O L’Èquipe ressalta, no entanto, que, entre Neymar e Mbappé, a prioridade do clube parisiense é manter o atacante francês. Por isso, o PSG se mostra aberto a negociar uma venda parcelada do brasileiro, cuja multa rescisória é avaliada em 170 milhões de euros (cerca de 962 milhões de reais). Neymar vem passando a quarentena em sua casa em Mangaratiba (RJ) e na semana passada doou 5 milhões de reais no combate ao coronavírus.

    Continua após a publicidade
    Publicidade