Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Corinthians e Palmeiras travam ‘batalha de patrocinadores’ no Twitter

Clube alvinegro deve anunciar acordo com o banco BMG nesta quinta-feira, 17, enquanto o campeão brasileiro deve renovar em breve com a Crefisa

Corinthians e Palmeiras devem anunciar em breve novos contratos de patrocínio para a temporada de 2019. O clube alvinegro deve fechar com o banco BMG ainda nesta quinta-feira, 17, enquanto o Palmeiras deve renovar com a Crefisa por três anos nos próximos dias. Mesmo sem os contratos oficializados, os patrocinadores já iniciaram uma “disputa” pelo Twitter.

O BMG enviou uma mensagem cheia de significados no Twitter na noite da quarta-feira, 16. “Se esse perfil passar de 21.813 seguidores até às 23h59 de hoje, esclareceremos alguns rumores amanhã, fielmente às 12h30.”

Não por coincidência, 21.813 era o número de seguidores que a Crefisa tinha naquele momento. A resposta da financeira veio logo em seguida, também na noite de quarta-feira. “A cor da inveja está tirando seu sono? #QuemTemMaisTemCrefisa.”, parafraseando o slogan “verde é a cor da inveja”, da nova fornecedora de material esportivo do Palmeiras, Puma.

Leila Pereira, presidente da Crefisa e conselheira do Palmeiras, também foi à rede social pedir que seus seguidores também seguissem a marca. Rapidamente, o BMG dobrou a meta e a Crefisa também atraiu mais de 10.000 novos seguidores em poucas horas.

Após acertar contrato de patrocínio com o BMG, vínculo que deve ser oficializado nesta quinta-feira, 17, o Corinthians vai atingir a meta de valor estipulada para este ano com patrocinadores. A parceria será de dois anos, até o término do mandato do presidente Andrés Sanchez, e deve render por volta de 30 milhões de reais por ano ao time alvinegro.

O clube já tinha garantida a arrecadação de 20 milhões de reais do acordo com a Nike e mais 15 milhões de reais com outros três anunciantes menores: Poty, que estampa a parte de trás do calção; Universidade Brasil, no ombro; e PES, na barra da camisa. A soma se aproxima a 65 milhões de reais. A diretoria estipulou arrecadar 64 milhões de reais em patrocínios na atual temporada.

O uniforme do Corinthians ainda tem potencial para render um total de 80 milhões de reais, de acordo com fontes do mercado. Ainda há três espaços a serem preenchidos na camisa. A parte que fica em cima do número, nas costas, deverá continuar com a Positivo. Faltam detalhes para a renovação. O marketing do Corinthians também está negociando com outra empresa para estampar a barra de trás da camisa. O acordo estaria adiantado e pode ser fechado na próxima semana. Com isso, restará só a manga.

No Palmeiras, o contrato com a Crefisa está na fase final de redação. Atualmente o texto passa pela revisão dos respectivos departamentos jurídicos. A expectativa é de anunciar em breve a parceria por mais três temporadas.

Nas duas partes há a certeza de que a renovação será concretizada. O acordo será com parâmetros similares ao anterior, firmado em fevereiro de 2017, com acréscimos anuais ao valor inicial e um acordo de bônus por títulos. O valor ficará na casa dos 80 milhões de reais, número acima dos 78 milhões de reais pagos em 2018. A Crefisa é parceira do clube desde 2015.

Apesar de o último contrato ter vencido em 31 de dezembro, Palmeiras e Crefisa utilizam uma prorrogação prevista no acordo. Neste mês de janeiro, o clube tem utilizado nos uniformes a marca da empresa, apesar de não se ter um vínculo em vigor no momento. A situação já estava prevista pelas duas partes e não gerou problemas. Inclusive na própria nova camisa do Palmeiras, feita pela Puma, a marca da Crefisa está estampada.

(com Estadão Conteúdo)