Clique e assine a partir de 9,90/mês

Copa América: cerveja em SP? Só sem álcool (e cara)

Capital paulista, que nesta sexta recebe a abertura do torneio, e Porto Alegre são as únicas sedes proibidas de vender bebida alcóolica

Por Luiz Felipe Castro - 14 jun 2019, 20h14

Enquanto o governador João Doria e a Assembleia Legislativa de São Paulo batem cabeça sobre uma proposta de lei para liberar a venda de bebidas alcóolicas nos estádios, o público que for ao Morumbi ou ao Itaquerão, sedes paulistas da Copa América, e for fã de cerveja terá de se contentar com uma opção pouco convidativa: sem álcool e cara. Ao menos dentro do estádio.

Nos bares do Morumbi, que nesta sexta-feira, 14, recebe a abertura do torneio, entre Brasil e Bolívia, a cerveja nacional não alcoólica, de 350 ml, custa 10 reais – mais que o dobro do preço encontrado nos supermercados – mas vem acompanhada de um copo comemorativo.

São Paulo e Porto Alegre são as únicas sedes que aderem à proibição de cerveja alcoólica nos estádios. Em Salvador, Belo Horizonte e Rio de Janeiro a venda está liberada, com preços tabelados: a lata de cerveja nacional custa 12 reais, enquanto a de uma marca americana sai por 14 reais (ambas de 350 ml).

Publicidade