Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Copa América: Argentina enfrenta Paraguai para espantar a crise

A derrota para a Colômbia na estreia mexeu com o ambiente da seleção e o técnico Lionel Scaloni vai fazer mudanças para o segundo jogo

BELO HORIZONTE – A Argentina não começou a Copa América como queria. Perdeu por 2 a 0 para a Colômbia, na Arena Fonte Nova, e é a última colocada do grupo B. Lionel Messi e companhia buscam a recuperação contra o Paraguai nesta quarta-feira, 19, no Mineirão, em Belo Horizonte. O técnico Lionel Scaloni não confirmou a escalação que vai começar a partida, mas falou sobre a conversa que teve com os atletas durante o treino.

Tabela completa da Copa América 2019

Uma emissora argentina conseguiu filmar a parte do treino fechada para a imprensa. As imagens mostraram uma reunião de quarenta minutos entre Scaloni e todo o elenco. A conversa foi para corrigir os erros da primeira partida e recuperar a moral dos jogadores. “O ânimo está bom. Estamos todos tristes com a derrota na estreia, como tinha que ser, mas a gente sabe o que tem que fazer para ganhar do Paraguai”, disse Scaloni na entrevista coletiva na véspera da partida.

Scaloni não confirmou o time titular, mas na última atividade realizou quatro mudanças em relação à equipe que perdeu para a Colômbia. A provável escalação é Armani; Casco, Pezzella, Otamendi e Tagliafico; Paredes, Lo Celso, Pereyra e De Paul; Messi e Lautaro Martínez.

O provável time para o duelo contra o Paraguai não conta com Di María e Agüero, dois dos jogadores mais rodados do elenco. Por outro lado, cinco atletas que nunca haviam disputado um torneio internacional pela Argentina começam o jogo. Com tantas mudanças e falta de experiência internacional, a responsabilidade aumenta sobre os ombros de Messi. “Ele está bem e precisamos que siga dessa maneira”, arrematou Scaloni.

Paraguai tem arma argentina no banco de reservas

Eduardo Berizzo assumiu o Paraguai há apenas quatro meses. O treinador argentino de 49 anos foi zagueiro, defendeu a seleção de seu país e conhece muito bem o agora adversário. Na entrevista coletiva de terça-feira 18, afirmou que não vai só se defender. Quer atacar e se aproveitar da pressão sobre a Argentina para poder vencer.

“Gosto que minha equipe tenha a bola. Quando não tiver, temos que recuperar rápido para poder atacar. Queremos sempre ganhar. É a minha principal ideia”, explicou Berizzo.

Gustavo Gómez também concedeu entrevista. O zagueiro do Palmeiras disse não saber se vai começar o jogo e prevê um duelo difícil para o Paraguai, principalmente por causa do camisa 10 da Argentina. “É uma ótima seleção que tem o Messi. Mas temos entrosamento, nosso grupo é muito unido e esperamos vencer”.