Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Conselho do Vasco veta abrir sindicância contra o presidente Campello

Administração foi acusada por prejuízo de 4 milhões de reais aos cofres do clube, em dívida ligada a acordos não honrados com funcionários demitidos

Na noite desta segunda-feira 3, o presidente Alexandre Campello teve uma vitória importante na política do Vasco. Em uma reunião do Conselho Deliberativo na sede náutica do clube, na Lagoa, foi vetada a abertura de uma sindicância contra a atual administração para a apuração da denúncia de prejuízo de 4 milhões de reais aos cofres do clube.

A dívida tinha relação com acordos judiciais não honrados com cerca de 200 funcionários demitidos. Campello negou a oneração às finanças, contudo, durante a apresentação do novo diretor executivo de futebol, André Mazzuco, deu a entender que iria renunciar caso houvesse o aval para a sindicância.

Foram 105 votos contra o processo e 97 a favor. Durante a reunião, Campello teve uma série de apoios que o ajudaram a vencer a votação, inclusive o discurso favorável de Euriquinho, filho do falecido Eurico Miranda, nome histórico da política vascaína

Segundo o Estatuto do Vasco, caso o cargo ficasse vago até a metade do mandato (22 de julho deste ano), quem assumiria seria o primeiro vice-presidente geral.