Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
CLIQUE E RECEBA A REVISTA EM CASA A PARTIR DE R$14,90/MÊS Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90

Conmebol divulga seleção da Copa América com três brasileiros

Além de Messi e Neymar, ataque tem revelação colombiana que dividiu a artilharia da competição com o astro argentino; veja os escolhidos

Por Da Redação Atualizado em 13 jul 2021, 13h46 - Publicado em 13 jul 2021, 13h38

A Conmebol anunciou nesta terça-feira, 13, a seleção com os 11 melhores jogadores da Copa América, vencida pela Argentina no último sábado, 10, no Maracanã. A escolha foi feita por um Grupo de Estudo Técnico designado pela entidade. Vice-campeã do torneio, a seleção brasileira contou com três nomes na equipe: o atacante Neymar, o volante Casemiro e o zagueiro Marquinhos.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

O maior domínio, no entanto, foi dos argentinos. Além de Lionel Messi, artilheiro e eleito o melhor jogador da competição, o meia Rodrigo De Paul, o zagueiro Cristian Romero e o goleiro Emiliano Martínez também compõem a seleção.

O título pôs fim a um jejum de 28 anos da seleção principal argentina. O último havia sido conquistado em 1993, justamente contra o Brasil. Além disso, aos 34 anos, Lionel Messi realizou o “sonho” de, enfim, ser campeão pelo seu país.

Além dos sete atletas de Brasil e Argentina, a seleção da Copa América ainda conta com o lateral direito chileno Mauricio Isla, do Flamengo, com o lateral esquerdo equatoriano Pervis Estupiñan, com o lateral e meio-campista peruano Yoshimar Youtún, além do atacante colombiano Luis Díaz, 24 anos, eleito a revelação da competição.

Luis Díaz foi o principal destaque da seleção colombiana -
Luis Díaz foi o principal destaque da seleção colombiana – Pedro Vilela/Getty Images

Díaz foi o principal jogador da seleção dirigida pelo técnico Reinaldo Rueda. Ele foi decisivo na conquista do terceiro lugar, contra o Peru, e terminou a competição empatado com Messi como artilheiro, com quatro gols. Descoberto pelo ídolo Carlos Valderrama durante um torneio indígena, atualmente defende o Porto, de Portugal.

Continua após a publicidade
Publicidade