Clique e assine a partir de 8,90/mês

Como a ótima audiência da FlaTV deve impactar a queda de braço com a Globo

A vitória do Flamengo sobre o Boavista teve pico de audiência de 2,2 milhões de visualizações simultâneas no canal oficial do clube no YouTube

Por Luiz Felipe Castro - Atualizado em 2 jul 2020, 16h22 - Publicado em 2 jul 2020, 10h58

Muito mais do que pela vitória por 2 a 0 sobre o Boavista pelo Campeonato Carioca, no Maracanã, os torcedores e dirigentes do Flamengo vibraram na última quarta-feira, 2, com os excepcionais índices de audiência da transmissão exclusiva da FlaTV, o canal oficial do clube no YouTube. O jogo teve pico de audiência de 2,2 milhões de acessos simultâneos, um recorde para um evento esportivo realizado no Brasil. Nas redes sociais, rubro-negros celebraram o que chamaram de “revolução” e tripudiaram da Rede Globo, que tentou, sem sucesso, impedir a transmissão na Justiça e já na tarde desta quinta-feira, 2, anunciou que não transmitirá mais o Campeonato Carioca, alegando “violação de contrato“.

Segundo dados divulgado pelo Flamengo, a transmissão registrou 14 milhões de visualizações no Youtube e fez o canal chegar a 4,2 milhões de inscritos. O pico ocorreu por volta das 22h15 (horário de Brasília), quando 2,2 milhões de espectadores assistiam ao jogo simultaneamente em todas as plataformas (Youtube, Facebook, Twitter e MyCujoo). Portanto, mesmo se tratando de um duelo irrelevante de Estadual, o jogo superou em audiência o clássico entre Grêmio e Inter, válido pela Copa Libertadores, que teve pico e 2,1 milhões no canal da Conmebol no Facebook.

O Flamengo informou ainda que arrecadou cerca de 700 000 reais com os chamados “ingressos voluntários”, as doações que torcedores podiam realizar ao longo da transmissão, vista como uma nova e interessante fonte a ser explorada no futuro. Como comparação, na final do Carioca do ano passado, na qual o Flamengo bateu o Vasco diante de mais de 47 000 pagantes no Maracanã, a renda da partida foi de 2,1 milhões de reais. 

O técnico Jorge Jesus concede entrevista à FlaTV
O técnico Jorge Jesus concede entrevista à FlaTV FlaTV/Reprodução

A transmissão, aliás, foi bastante elogiada por sua qualidade – e até imparcialidade surpreendente para um canal oficial de clube. A narração de Emerson Santos, com comentários de Alexandre Tavares e do ex-goleiro e ídolo rubro-negro Raul Plassmann, adotaram tom mais sóbrio, com espaço para ligeiras críticas ao desempenho do time, que venceu com gols de Pedro e Gerson. Na hora das entrevistas, claro, o tom ficou menos “jornalístico”, com espaço para a “auto-exaltação” dos números de transmissão – de fato, notáveis.

“A gente fica muito feliz com esse processo de democratização, que tem participação da torcida. Queria agradecer as contribuições de todos durante a transmissão. Um dia especial, que vai ficar marcado na história”, declarou Rodolfo Landim, presidente do clube, à própria FlaTV. “Primeiro quero dar os parabéns ao Flamengo e à Fla TV. As grandes equipes do mundo e na Europa têm seu espaço visível. O Flamengo vai começar a mudar o futebol do Brasil, dentro e fora de campo”, completou o técnico português Jorge Jesus.

O Google confirmou a VEJA que a transmissão do jogo entrou para a lista das dez maiores audiências de lives no YouTube, perdendo apenas para atrações musicais, na seguinte ordem: Marília Mendonça (3,3 milhões de pico); Jorge & Mateus (3,2 mi); Andrea Bocelli (2,8 mi); Gusttavo Lima (2,7mi); Sandy & Junior (2,5mi); Leonardo (2,5); BTS (2,3) e Marília Mendonça (2,2).

O presidente Jair Bolsonaro e o senador Flávio Bolsonaro posam ao lado dos presidentes do Vasco, Alexandre Campello, e do Flamengo, Rodolfo Landim
O presidente Jair Bolsonaro e o senador Flávio Bolsonaro posam ao lado dos presidentes do Vasco, Alexandre Campello, e do Flamengo, Rodolfo Landim Instagram/Reprodução

O que esperar da ‘guerra’ com a Globo – Nas redes sociais, a maior parte dos flamenguistas parece ter escolhido a Globo como grande rival neste período do ano. Portanto, o feito de ontem pôde ser apreciado como uma bela vitória. A emissora lutou, até instantes antes da partida, para impedir a transmissão da FlaTV, mas teve liminar negada. A luta na Justiça começou na última semana, quando o clube mais popular do país se baseou na Medida Provisória 984/2020, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro e batizada informalmente nos corredores de Brasília como “MP do Flamengo” devido à participação direta de dirigentes rubro-negros em sua elaboração, para poder transmitir o jogo em seu canal oficial.

A MP estabelece que os clubes mandantes detenham 100% dos direitos de transmissão de suas partidas. Antes, a lei previa um acordo entre os dois times para a venda do jogo. Como Flamengo e Globo não se acertaram para a transmissão do Carioca, pois o clube considerou insuficiente a quantia de cerca de 17 milhões de reais oferecida a ele e aos outros grandes do Estado, com a MP, a emissora perdeu o direito de vetar a transmissão de jogos em casa do clube.

Tabela completa de jogos do Campeonato Carioca 2020

Para concorrer com a transmissão da FlaTV, a Globo decidiu transmitir para o Rio de Janeiro e mais treze estados, o Distrito Federal e Juiz de Fora (MG), empate em 0 a 0 entre Portuguesa-RJ e Botafogo, no mesmo horário. Segundo dados prévios do Ibope, o jogo obteve média de 17 pontos no Rio, número considerado satisfatório para um jogo de Estadual de quarta-feira à noite. Nesta sexta, porém, a emissora informou que não transmitirá a sequência do campeonato, acirrando ainda mais o clima de guerra entre as partes.

Mas apesar do discurso de muitos rubro-negros de que as transmissões na internet servirão para “acabar com o monopólio da Globo”, é importante lembrar alguns fatores: ao contrário do que ocorre no Estadual, no Brasileirão o Flamengo mantém contrato com a maior emissora do país (é aliás, quem mais recebe de cota de televisão) até 2024. Neste caso, quem mais pode se beneficiar da MP, caso ela seja aprovada, é, em tese, o Red Bull Bragantino, único clube da elite que ainda não assinou contrato de transmissão com a Globo.

Continua após a publicidade

Quem também está atento à MP são os dirigentes de Athletico Paranaense, Bahia, Ceará, Coritiba, Foraleza, Internacional, Palmeiras e Santos, clubes que fecharam acordo de transmissão em TV fechada com a Turner. Na última terça-feira, 30 de junho, os cartolas também se reuniram com Bolsonaro em Brasília para debater a proposta. Estes oito clubes alegam que cláusulas não vêm sendo cumpridas pela Turner, o que pode gerar a rescisão dos contratos.

Ao menos por enquanto, porém, é inviável pensar que a internet poderá atingir todas as classes sociais e concorrer com as audiências de televisão. Segundo a Anatel, apenas 47,4% dos brasileiros possuem acesso à banda larga fixa. Ainda que em franco crescimento, o universo do streaming ainda não dominou o mercado esportivo em lugar nenhum do mundo, tanto que ligas gigantes como a Premier League e LaLiga ainda dependem do dinheiro proveniente da TV. Além disso, a MP, válida por 120 dias antes de ser votada no Congresso, não é uma unanimidade entre os clubes e ainda pode ser derrubada.

De qualquer forma, o Flamengo tem todo o direito de se orgulhar do feito da última quarta-feira, que certamente incomodou a Globo e foi aplaudido até por alguns adversários. O presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, postou em seu Twitter algumas reflexões sobre o que a transmissão da FlaTV pode indicar e cravou: “Sejamos inovadores, audaciosos, trabalhadores. De marca própria de uniformes a canais próprios de streaming. Os clubes brasileiros que ficarem sentados em breve estarão deitados.” 

O youtuber Felipe Neto, ilustre torcedor do Botafogo e que chegou a patrocinar o clube alvinegro, também elogiou a ação do rival. “Considerar que a transmissão própria do Flamengo, numa plataforma online, teve quase 1/4 da audiência nacional da REDE GLOBO DE TELEVISÃO é um número absolutamente assustador pra qualquer especialista. Hoje ficou claro: o que o Flamengo está fazendo é um caminho sem volta. Enquanto a galera zoa, os executivos da Rede Globo estão, neste momento, em posição de assombro, totalmente assustados”, avaliou o influenciador digital.

Continua após a publicidade
Publicidade