Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com bênção do papa, Vaticano apresenta seleção feminina de futebol

A estreia da equipe será contra a Roma, quarta colocada na última edição do Campeonato Italiano

O Vaticano anunciou a criação de uma seleção feminina de futebol. A equipe será formada por atletas amadoras que trabalham na sede da Igreja Católica, mas também terá três jogadoras que atuaram profissionalmente, como a atacante Eugene Tcheugoue, de Camarões. A criação do time foi inspirada pelo papa Francisco, que defende os direitos das mulheres em seus discursos.

Tabela completa de jogos da Copa do Mundo Feminina 2019

“O papa Francisco deu um impulso considerável às mulheres dentro do Vaticano, portanto, esta iniciativa é uma extensão do trabalho dele. Nós temos uma equipe masculina há 48 anos, por isso era justo oferecer a possibilidade de mulheres que trabalham dentro do Vaticano para praticar o esporte”, disse Danilo Zennaro, representante da associação esportiva do Vaticano, em entrevista ao jornal inglês The Guardian.

As jogadoras do Vaticano já estão treinando para seu primeiro desafio, no próximo dia 26, contra o time feminino da Roma, quarto colocado da última edição do Campeonato Italiano, mas o resultado, segundo Zennaro, não é o que realmente importa. “Mesmo se perderem por 30 a 0, não importa. O importante é a oportunidade de conhecer jogadoras profissionais e criar conexões e amizades”.

A criação do time feminino de futebol é só mais um dos recentes investimentos do Vaticano nos esportes. Em janeiro deste ano, a sede da Igreja Católica fundou uma equipe de atletismo para disputar torneios internacionais e com o objetivo de chegar às Olimpíadas.