Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Cobrado na rua, Bruno Henrique, do Palmeiras, é defendido pela esposa

Meia foi chamado de "pipoqueiro" enquanto passeava com cachorro na rua

Por Gazeta Press - 2 set 2019, 19h27

A turbulência no Palmeiras, que já era grande com a eliminação na Copa Libertadores, aumentou ainda mais depois da derrota por 3 a 0 para Flamengo, no Maracanã, no último domingo, 1º. Durante um momento de folga, o volante Bruno Henrique foi cobrado por um torcedor nesta segunda-feira, 2, e foi defendido por sua esposa, Bhel Dietrich, como mostra vídeo que viralizou nas redes sociais.

Nas imagens, Bruno Henrique aparece de capuz e segura a coleira de seu cachorro. Na rua, insatisfeita por ouvir o marido ser chamado de “pipoqueiro”, a mulher rebate “A gente tem vida também! Quer ficar xingando, vai no estádio!”, disse a esposa do meio-campista.

 

O meio-campista toma a palavra. “A gente sabe que estamos passando um momento ruim. Você acha que estou feliz?”, perguntou o jogador. A filmagem termina no momento em que a mulher percebe que estava sendo gravada.

Por questões de segurança, o Palmeiras anunciou que trabalhará com portões fechados durante a semana e que decidiu não divulgar a programação de treinamentos. Às 21 horas (de Brasília) do próximo sábado, 14, no Estádio Serra Dourada, o time defendido por Bruno Henrique enfrenta o Goiás, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Publicidade