Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chinês tem apenas três treinadores chineses e muitos nomes fortes

Torneio terá muitos treinador famosos

No comando do rico futebol chinês, apenas três treinadores nascidos no país estão no comando dos 16 times que disputam a primeira divisão. Neste momento, Ma Lin dirigie o Liaoning Whowin, 10° colocado na primeira divisão do ano passado, Jia Xiuquan, do Henan Jianye, 13° da primeira divisão em 2016 e Li Bing, vice-campeão da segunda divisão com Guizhou Zhicheng.

Os outros 13 treinadores da primeira divisão são estrangeiros, sendo que quatro são coreanos, que são maioria.

Outros, são famosos por suas passagens pelo futebol europeu e até de seleções. Outros, não são tão famosos assim…

Conheça eles:

OS COREANOS

Choi Yong-soo

Jogador da Coreaid o Sul nas Copas de 1998 e 2002, foi treinador do FC Seoul, de seu país, entre 2012 e 2016. Foi campeão coreano logo em seu primeiro ano como treinador principal. Chegou ao Jiangsu Suning em 2016 e já foi vice-campeão chinês.

Choi Yong-soo foi melhor treinador em torneio da AFC de 2013 – Stanley Chou/Getty Images

Park Tae-ha

Foi assistente técnico da Coreia do Sul entre 2007 e 2011, participante da Copa de 2010. Desde 2014 treina o Yanbian Funde, oitavo colocado do Chinês do ano passado.

Chang Woe-Ryong

Na carreira de treinador desde 1987, foi eleito o técnico do ano no Campeonato Coreano de 2005, quando foi vice-campeão. Nunca conquistou um título. Está desde 2016, no Chongqing Lifan, nono colocado do Chinês do ano passado.

Lee Jang-soo

Treinador desde 1987, tem muitos títulos no futebol coreano e chinês. Desde 2016 está no Changchun Yatai, 12° colocado do último Campeonato Chinês.

OS FAMOSOS

Luiz Felipe Scolari

Múltiplo campeão, Luiz Felipe Scolari venceu títulos por Criciúma, Grêmio e Palmeiras no Brasil, além de ser campeão do mundo em 2002, pela seleção brasileira. Treinou Portugal e Chelsea, na Europa. Foi campeão dos últimos dois anos do Chinês, com o Guangzhou Evergrande.

Felipão está no Guangzhou Evergrande – Zhong Zhi/Getty Images

André Villas-Boas

Villas-Boas começou com uma carreira promissora no Porto, sendo campeão português. Seu sucesso o fez treinar o Chelsea e depois o Tottenham, mas sem repetir o bom trabalho. No Zenit, no entanto, se deu bem e foi campeão russo. Desde o fim de 2016 está no Shanghai SIPG, que foi terceiro colocado no Chinês.

Villas-Boas chegou no fim de 2016 no futebol chinês – Dean Mouhtaropoulos/Getty Images

Gustavo Poyet

Uruguaio, iniciou sua carreira como treinador na Inglaterra, onde encerrou sua carreira. Depois de dirigir o Sunderland, dirigiu o AEK Atenas, na Grécia, e Real Betis, na Espanha. No fim de 2016 chegou ao Shanghai Shenhua, quarto colocado no último Campeonato Chinês.

Poyet chegou ao fim do ano na China – Gareth Copley/Getty Images

Manuel Pellegrini

Chileno, fez sucesso treinando clubes da América do Sul, incluindo o River Plate-ARG. Na Europa, se destacou no Villarreal-ESP, de 2004 a 2009. Em 2009 e 2010 treinou o Real Madrid. Depois passou pelo Málaga e de 2013 a 2016 dirigiu o Manchester City. Foi campeão espanhol e inglês. No Hebei China Fortune, desde 2016, foi sétimo colocado no último torneio.

O chileno Pellegrini chegou à China em 2016 – Michael Steele/Getty Images

Felix Magath

Alemão, tem passagem pelo Bayern de Munique e outros clubes do país, além de ter dirigido o Fulham, da Inglaterra. Bicampeão alemão no Bayern, está no Shandong Luneng, 14° colocado no último Chinês, desde 2016.

Felix Magath é o único treinador alemão na China – Martin Willetts/Getty Images

Fabio Cannavaro

Mais famoso como jogador do que como treinador (foi o melhor do mundo em 2006), iniciou sua carreira como treinador na China, em 2014. Após passagem pelo Oriente Médio, substituiu Vanderlei Luxemburgo no Tianjin Quanjian na metade de 2016 e foi campeão da segunda divisão chinesa.

Cannavaro começou a carreira na China e agora voltou – Zhong Zhi/Getty Images

OS NEM TÃO FAMOSOS ASSIM

José González

Com experiência como treinador na Espanha, já havia sido assistente técnico do Beijing Guoan entre 2014 e 2016, antes de ser contratado pelo Granada, em 2016. No fim do ano passado voltou ao clube, que foi quinto colocado do último Chinês.

Dragan Stojkovic

Famoso como jogador do Estrela Vermelha e Olympique de Marselha, campeão da Europa em 1992/1993, Stojkovic iniciou sua carreira no Japão e desde 2015 está no Guangzhou R&F, que foi sexto colocado no último Campeonato Chinês.

Dragan Stojkovic é sérvio e dirige time chinês – Junko Kimura/Getty Images

Jaime Pacheco

Português, iniciou sua carreira no país e passou por clubes do Oriente Médio, África e até da China. Desde 2016 está no Tianjin Teda, 11° colocado no Campeonato Chinês.

Jaime Pacheco, é junto com Villas-Boas, um português treinador na China – AllsportUK/Allsport