Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Chinês é suspenso por clube após cometer falta grave pela seleção

Wei Shihao deu um carrinho por trás em jogador do Uzbequistão, que fraturou a tíbia

Por EFE 27 mar 2019, 12h17

O atacante Wei Shihao foi suspenso por um mês pelo seu próprio clube, o Guangzhou Evergrande, por ter ele feito uma “falta grave” em um adversário durante partida da seleção chinesa. O time também estuda a possibilidade de rescindir o contrato com o jogador.

A imprensa chinesa revelou nesta quarta-feira, 27, a dura punição imposta pelo Guangzhou. Como consequência, Wei perderá pelo menos quatro partidas da Superliga chinesa e duas da Liga dos Campeões asiática.

O lance que provocou o “castigo” aconteceu em um jogo da China Cup, torneio no qual os anfitriões receberam as seleções do Uruguai, Uzbequistão e Tailândia. Na última segunda-feira, 25, quando os chineses foram derrotados pelo Uzbequistão por 1 a 0, Wei fez uma falta por trás em Otabek Shukurov, que acabou fraturando a tíbia. O chinês recebeu apenas o cartão amarelo.

  • Após o jogo, ele visitou o hotel da equipe do Uzbequistão e pediu desculpas a Shukurov. Wei disse que não esperava que sua entrada “pudesse causar uma lesão tão grave”. Seu clube considerou que as desculpas não foram suficientes e decidiu que a punição deveria ser mais severa.

    Por meio de um comunicado, o Guangzhou Evergrande afirmou que o atacante de 23 anos “deve refletir profundamente sobre suas ações” e explicou que estuda rescindir o contrato do atleta, que chegou à equipe no início deste ano, após defender o Beijing Guoan.

    Continua após a publicidade
    Publicidade