Clique e assine a partir de 8,90/mês

Chapecoense enfrenta o Barcelona em retorno de Ruschel

Jogo válido pelo Troféu Joan Gamper, no Camp Nou, começa às 15h30 (de Brasília) e terá uma série de homenagens às vítimas do acidente na Colômbia

Por Da redação - Atualizado em 7 ago 2017, 17h50 - Publicado em 7 ago 2017, 09h37

A Chapecoense jogará pela primeira vez na Europa nesta segunda-feira, em uma ocasião especial: foi convidada pelo Barcelona para disputar o Troféu Joan Gamper, amistoso anual no Camp Nou que marca o início da temporada do clube catalão. O jogo, que começará às 15h30 (horário de Brasília), terá uma série de homenagens às 71 vítimas do acidente aéreo na Colômbia, em novembro do ano passado, e marcará o retorno ao futebol do lateral Alan Ruschel, um dos seis sobreviventes da tragédia.

“Estou feliz por estar realizando meu sonho pela segunda vez. A primeira foi quando me tornei atleta profissional. Agora, estar voltando é um novo sonho”, disse Alan Ruschel. Também estão na delegação os outros dois atletas sobreviventes: o zagueiro Neto, que só voltará o ano que vem, e o goleiro Follmann, que teve a perna amputada.

“Não vou jogar só por mim. Vou jogar pelos meus amigos que não estão mais aqui. Pelo meu parceiro Follmann e Neto. Pela minha família, pelos outros. E por todos aqueles que oraram por mim. Através de mim, muitas pessoas vão estar realizando um sonho de enfrentar o Barcelona”, afirmou Ruschel. “A gente tem de agradecer ao Barcelona pelo que está fazendo por nós.”

No centro de treinamentos do Barcelona, os jogadores da Chapecoense foram recebidos pelo brasileiro Ferrão, que nasceu em Chapecó e há quatro anos defende a equipe de futsal do clube catalão. Ele apresentou o CT aos compatriotas e posou para fotos com Alan Ruschel ao site do Barcelona.

Em seu primeiro compromisso na Europa, os jogadores da Chapecoense vestirão uma camisa especial, branca com 73 estrelas, em alusão ao ano de fundação do clube (1973). No desembarque e nos treinos na Espanha, os jogadores já sentiram que o duelo será especial.

“É mais um capítulo na história do nosso clube, um jogo muito importante, um momento único e mágico. É um sonho enfrentar uma equipe como o Barcelona”, disse o meia Neném, que participou de todos os acessos da Chapecoense da Série D para a Série A e da campanha do título da Sul-Americana, outorgado pela Conmebol, no ano passado.

Continua após a publicidade

“É um privilégio, pois os jogadores brasileiros que não atuam na Europa não têm essa chance. Vamos procurar fazer o nosso melhor e representar bem a Chapecoense”, disse o lateral Apodi, que aparece nos principais cartazes promocionais do evento ao lado de Lionel Messi.

Depois do confronto, o time brasileiro disputará amistosos com Lyon e Roma e vai ao Japão para partida com o Urawa Red Diamonds, pela Copa Suruga. A agenda exigiu esforço logístico do clube. Neste domingo, uma equipe mista perdeu para o Coritiba pelo Brasileirão por 2 a 0. Para não deixar de lado o torneio nacional, prioridade do ano, a delegação se dividiu. O primeiro grupo, de 15 jogadores, chegou sábado à Espanha. O resto desembarca nesta segunda-feira.

View this post on Instagram

Alô torcida da Chape, tá chegando a hora! Hi there Chape fans, it's comming! #VamosChape #JoanGamper

A post shared by Chapecoense (@chapecoensereal) on

(com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade