Clique e assine a partir de 9,90/mês

Catar veta álcool dentro e fora dos estádios para 2022

Discussão ainda será levada à Fifa, que pode bater o pé para o veto

Por Redação PLACAR - Atualizado em 2 mar 2017, 16h52 - Publicado em 10 nov 2016, 16h57

A Lei Geral da Copa, que o Brasil criou para receber a Copa do Mundo de 2014, não será aplicada ao Catar em 2022. Diferentemente do Brasil, o país asiático não terá álcool dentro dos estádios. Nem fora…

No Brasil, não há lei sobre venda de álcool fora dos estádios. Contudo, dentro, as bebidas estão proibidas. Para não contrariar patrocinadores, a Fifa obrigou o País, em 2014, a assinar a Lei Geral da Copa, que permitia a venda de álcool dentro dos estádios. No Catar, isso não acontecerá.

O país do Oriente Médio tem uma das mais severas regras sobre a venda e consumo de álcool. Pessoas não podem andar alcoolizadas em locais públicos. As bebidas ainda tem venda restrita, liberada apenas para poucos estrangeiros, em locais determinados e mais “internacionais”, como hotéis. Mesmo assim, essa pessoas precisam de uma permissão para poderem consumir álcool. Na Copa, isso não mudará. 

De acordo com o Supremo Comitê de Entrega e Legado, Hassan Al Thawadi, o consumo de álcool publicamente, dentro e fora dos estádios, será vetada.

Continua após a publicidade

“Não haverá o consumo de álcool nas ruas, praças e lugares públicos. Esta é uma decisão final. Nós somos contra a provisão de álcool nos estádios e em suas redondezas”, avisou Al Thawadi. “O objetivo do comitê era reduzir o consumo de álcool a lugar específicos, longe de espaços públicos”, completou. 

A Fifa pretende, no entanto, construir suas Fan Fests em locais onde as bebidas sejam liberadas, como aconteceu em alguns espaços que passaram os jogos da Copa de 2014 no país.

 “Em relação aos torcedores bêbados, será como em qualquer outro lugar. Qualquer um que se exceder, qualquer um que quebrar as leis, será muito gentilmente – dependendo de como reagir – tratado de maneira a não perturbar a ordem pública. Todos poderão se divertir e se expor à cultura local”, avisou Al Thawadi, quando perguntando como o país trataria daqueles que excederem nas bebidas.

O assunto no entanto ainda não foi tratado com a Fifa, que pode bater o pé. Contudo, de acordo com o catari, as leis locais serão respeitadas.

Publicidade