Casagrande e Galvão criticam gritos homofóbicos em Brasil e Argentina

Comentarista e narrador da Rede Globo reclamaram do comportamento da torcida em Minas Gerais

Por Alexandre Senechal - Atualizado em 2 jul 2019, 22h35 - Publicado em 2 jul 2019, 22h23

O ex-jogador Walter Casagrande não gostou dos gritos homofóbicos da torcida brasileira no momento da cobrança dos tiros de meta do goleiro argentino Franco Armani. O comentarista da Rede Globo criticou o comportamento vindo das arquibancadas. “Isso não é aceitável em lugar nenhum”, vociferou. Galvão Bueno engrossou o coro e concordou com o colega. Não é a primeira vez que isso acontece nos jogos da seleção brasileira na Copa América. A CBF até chegou a receber uma multa de 15 000 dólares pelo mesmo motivo na partida de estreia da seleção contra a Bolívia, no estádio do Morumbi.

Publicidade